″Fanmeile″ de Berlim tem torcida mista, mas a festa é alemã | Acompanhe a cobertura especial sobre as partidas da Eurocopa | DW | 26.06.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eurocopa

"Fanmeile" de Berlim tem torcida mista, mas a festa é alemã

Torcedores na "fanmeile" de Berlim vibraram em massa com a vaga da Alemanha na final da Eurocopa 2008 – à exceção da parcela turca, que voltou para casa desanimada, mas promete agora torcer para a seleção alemã.

default

Em Berlim, multidão acompanha pelo telão a semifinal da Euro entre Alemanha e Turquia

Estimados 400 mil torcedores lotaram a área construída em frente ao Portão de Brandemburgo para acompanhar num enorme telão a semifinal da Euro 2008 entre Alemanha e Turquia na quarta-feira (25/06). Teoricamente, a festa deveria ser proporcional para alemães e turcos – a população turca na Alemanha é de mais de dois milhões de pessoas, dos quais cerca de 200 mil vivem em Berlim. A torcida lado a lado simbolizaria a integração e o convívio pacífico.

Mas assim como os quiosques da fanmeile ofereciam de tudo um pouco da gastronomia alemã, enquanto do turco döner kebab não havia nem o cheiro, a festa teve cores predominantemente alemãs. As bandeiras pretas, vermelhas e douradas eram maioria absoluta na multidão.

Quando a Turquia fez o primeiro gol, aos 21 minutos, fez-se na torcida um silêncio mortal. Via-se logo onde estavam os turcos, em grupos isolados saltitantes e soltando rojões. Já cinco minutos depois, os torcedores de vermelho se apequenaram diante da vibração em massa alemã: gol de Bastian Schweinsteiger, 1 a 1.

Deutschland Fußball EM 2008 Fanmeile in Berlin türkische Anhänger

Torcedoras turcas acompanham o jogo pelo telão

"Eu não tive medo quando a Turquia fez o primeiro gol, sabia que isso poderia acontecer e que nós ganharíamos mesmo assim", gabou-se, após o 3 a 2 final, o torcedor alemão Ralf Dühring, de 40 anos. "Agora só tenho uma certeza: não importa o adversário que vier, nós ganharemos a final de qualquer forma", disse ele, ainda na expectativa do resultado da semifinal entre Espanha e Rússia nesta quarta-feira (26/06).

Turcos reforçam torcida alemã

No fim da noite, os turcos deixaram o Portão de Brandemburgo meio cabisbaixos. Mas muitos não viram o resultado como uma derrota completa. "No domingo vamos torcer junto com os alemães. Nós vivemos na Alemanha, trabalhamos aqui. Eu chorei pela Turquia, mas não deixei de ficar feliz pela Alemanha", disse o torcedor Volkan Kadakal, de 20 anos, que continuou a sacudir sua bandeira turca mesmo depois do jogo.

O temor de conflitos entre torcedores dos dois lados havia pontuado os dias anteriores ao jogo e refletiu-se na forte presença da polícia e de seguranças na área de exibição do jogo. A festa acabou transcorrendo em paz, mas talvez justamente devido ao forte policiamento, com 1,7 mil policiais. Durante o jogo, a polícia observou a platéia atentamente do palco, e em alguns momentos seguranças formaram um cordão de isolamento entre torcidas turcas e alemãs.

Fanmeile , assim na Euro como na Copa

Deutschland Fußball EM 2008 Fanmeile in Berlin Flaggen

Policiais garantiram a segurança das torcidas

Mas os dois lados saíram do sério quando o jogo no telão foi substituído por uma tela branca: falha na transmissão das imagens de Basiléia, na Suíça. Por cerca de seis minutos a platéia ficou sem ver o jogo, ouvindo apenas a voz do locutor alemão que fazia a transmissão do estádio. O problema se alastrou pela Europa inteira e ainda se repetiu mais tarde, dessa vez por menos tempo.

A fanmeile construída entre o Portão de Brandemburgo e a Coluna da Vitória foi um déjà vu para quem passou pela cidade durante a Copa do Mundo de 2006. Na época, todos os jogos foram exibidos no local, que agora foi reproduzido em moldes idênticos para as semifinais e a final da Eurocopa.

Desta vez, porém, a Alemanha finalmente vez vingar o refrão tantas vezes repetido na Copa do Mundo: o grito de " Finale, Finale! ", que na Copa havia sido calado pela derrota diante da Itália na semifinal, finalmente pôde ser cantado a plenos pulmões na quarta-feira.

Leia mais