Ex-presidente alemão Roman Herzog morre aos 82 anos | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 10.01.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Ex-presidente alemão Roman Herzog morre aos 82 anos

Antigo presidente da Alemanha tornou-se conhecido pelo "discurso da sacudida", no qual defendeu profundas reformas no país e disposição de políticos e população para fazer e aceitar mudanças.

Assistir ao vídeo 01:04
Ao vivo agora
01:04 min

O ex-presidente da Alemanha Roman Herzog faleceu aos 82 anos. Seu mandato, de 1994 a 1999, foi marcado pela defesa de reformas no Estado. Com desemprego de dois dígitos, o país discutia flexibilizar o mercado de trabalho. Herzog dizia que havia pouca disposição da sociedade e dos políticos para reformas. Nesse contexto, surgiu a frase que o marcou: "A Alemanha precisa de uma sacudida." Herzog nasceu na Baviera e era filiado à conservadora União Democrata Cristã (CDU).]Começou a carreira como secretário
do interior em Baden-Württemberg. Foi presidente do Tribunal Federal Constitucional, de 1987 a 1994.