EUROPEUS QUEREM INVESTIGAR ″ALERTA FALSO″ DE PANDEMIA DA GRIPE SUÍNA | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 13.03.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

EUROPEUS QUEREM INVESTIGAR "ALERTA FALSO" DE PANDEMIA DA GRIPE SUÍNA

Entre os vários assuntos comentados por nossos usuários esta semana estão o "alerta falso" de pandemia de gripe suína, o ano da ciência Brasil-Alemanha e a cidade alemã que vende buracos pela internet.

default

Realmente se constata que muitas vezes interesses de grupos com poder político e econômico se sobrepõem aos interesses da maioria. No Brasil, sobram milhões para combate à AIDS (cujo controle depende muito mais das mudanças das condutas de risco), e o SUS sofre com falta de recursos materiais e humanos. Entretanto se constroem hospitais e distribuem ambulâncias, quando muitas ficam encostadas por falta de manutenção, inclusive 40% de aparelhos para exames médicos de uma especialidade.
Batista

BRASIL E ALEMANHA INVESTEM EM ANO DA CIÊNCIA

Este estreitamento de cooperação entre Alemanha e Brasil só trará benefícios, desenvolvimentos e melhoras. É só avaliarmos para confirmarmos que a presença alemã no Brasil sempre foi bem aceita. Naturalmente que cada governo deve saber capacitar e discernir o que quer para seu país, fazendo um bom uso dos projetos cooperativos acordados. Bem, o botânico alemão Von Martius vem confirmar que esta cooperação já é tradição. Boa sorte nesta nova fase de cooperação e na abertura do ano da ciência Brasil e Alemanha.
Francisco Waitz


CIDADE ALEMÃ VENDE BURACOS DE RUAS PELA INTERNET


Vi a reportagem da cidade de Niederzimmern na Alemanha, com relação à venda de buracos. Aqui no Brasil, se cada brasileiro for comprar um buraco existente, acredito que o número de brasileiros não seria suficiente para tantos buracos nas ruas do nosso país, como também não teria lugar para colocar as placas com o nome dos proprietários vitalícios ou colaboradores do buraco.
Osvaldo Moraes


Bem, se não existe orçamento para atender a uma necessidade pública especial, há de se encontrar uma forma de solução. Veremos como a população reagirá à ideia do prefeito de Niederzimmern.
João Gualberto Pinheiro Júnior


MINISTRO DO EXTERIOR ALEMÃO INICIA VIAGEM PELA AMÉRICA LATINA


Ao povo alemão que seja bem-vindo ao Brasil, o povo brasileiro agradece o que os alemães fizeram pelo Brasil e o que fará para o bem do país. Por exemplo, indústrias automotivas, químicas, elevadores, medicamentos e outras.
Isna Tonete


PORTUGUESES E GREGOS PROTESTAM CONTRA PLANOS DE AUSTERIDADE ECONÔMICA

Nós, brasileiros, conhecemos bem essa historinha, e ela não tem nenhuma graça: governos autoritários, governantes ladrões, desequilíbrio de contas públicas, hiperinflação, banqueiros aproveitadores, empobrecimento e desagregação social. Tudo isso sob a sapiente orientação do Fundo Monetário Internacional. E se alguém quiser saber de que desagregação social eu estou falando, basta dar uma voltinha (com cuidado) no subúrbio do Rio de Janeiro, ou assistir Tropa de Elite. Desejo muita coragem às populações de Grécia, Portugal e Espanha, para fazer o que precisarem fazer.
Lyndon C. Storch Jr

BONECA MUÇULMANA ENTRA NO MERCADO DE BRINQUEDOS ALEMÃO

É oportuna esta matéria porque, ao falar de bonecas, tenho sérias restrições contra um tipo de brinquedo como este, ou seja, as "barbies", por exemplo, as vejo inadequadas para crianças, especialmente as meninas mais carentes de modo geral. Depois, como se diz, "a menina quando cresce larga a boneca", no Brasil o inesquecível Luís Gonzaga nos conta esse detalhe com muito humor. Por fim, nada contra as bonecas mulçumanas, mas entendo que as "bonecas de pano" ainda são insubstituíveis, pois falam, riem, choram conforme sua dona deseja. Abraços a todas as crianças...
Francisco Carlos Marrocos

Leia mais