Esposa de Kim Jong-un faz primeira aparição pública em um ano | Notícias internacionais e análises | DW | 17.02.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Ásia

Esposa de Kim Jong-un faz primeira aparição pública em um ano

Ri Sol-ju não era vista com o líder norte-coreano desde janeiro de 2020, até reaparecer em evento comemorativo da dinastia Kim. Ausência suscitou especulações sobre estado de saúde e possível gravidez.

O líder norte-coreano Kim Jong-un e sua esposa Ri Sol-ju sentados num teatro em um evento comemorativo do aniversário de Kim Jong-il

Ri Sol-ju não era vista em público desde janeiro de 2020 e suscitou especulações sobre sua saúde ou possível gravidez

A esposa do líder norte-coreano, Kim Jong-un, fez a sua primeira aparição pública após mais de um ano ausente dos holofotes, conforme mostraram fotografias divulgadas pela mídia estatal da Coreia do Norte nesta quarta-feira (17/02).

Ri Sol-ju acompanhou o marido num concerto comemorativo do aniversário do falecido pai de Kim, Kim Jong-il. A data do nascimento deste é um dos feriados mais importantes do calendário norte-coreano.

O jornal estatal Rodong Sinmun publicou fotos do casal sorrindo e aplaudindo os artistas que se apresentavam no Teatro de Artes de Mansudae, em Pyongyang. Ao seu redor estavam vários membros leais do Partido dos Trabalhadores. Ninguém estava usando máscaras.

"Quando o secretário-geral [Kim Jong-un] entrou no auditório do teatro com sua esposa Ri Sol-ju, ao som de uma música de boas-vindas, todos os participantes os aplaudiram e saudaram", relatou a agência estatal de notícias KCNA.

A KCNA também voltou a se referir a Kim como "presidente" e não pelo seu título oficial de secretário-geral. O título de "presidente" foi usado pela KCNA pela primeira vez na semana passada. O título de presidente na Coreia do Norte é convencionalmente reservado ao falecido Kim Il-sung, o fundador do Estado norte-coreano e avô de Kim.  

O líder norte-coreano Kim Jong-un e sua esposa Ri Sol-ju sentados num teatro em um evento comemorativo do aniversário de Kim Jong-il

Ri Sol-ju e Kim Jong-un acompanham apresentação em evento comemorativo do aniversário de Kim Jong-il, o pai de Kim

A publicação das fotos ocorreu no dia seguinte a uma reunião de parlamentares sul-coreanos com o Serviço de Inteligência Nacional (NIS) da Coreia do Sul, na qual foi relatado que a mulher do líder norte-coreano estava evitando qualquer aparição pública como precaução contra infecções por coronavírus e passava o tempo com seus filhos.

A inteligência sul-coreana acredita que Kim e Ri tenham três filhos, mas pouco se sabe publicamente sobre eles. A agência acrescentou que "nenhum sinal incomum foi detectado".

Ri não era vista em público desde janeiro de 2020, durante um evento relacionado ao feriado do Ano Novo Lunar. Sua ausência de mais de um ano suscitou muitas especulações sobre sua saúde e até sobre uma possível gravidez.

"Outra suposição é que a relação entre Ri e Kim esteja ruim e que eles não estejam passando muito tempo juntos, ou talvez Kim tenha decidido que sua esposa estava atraindo muita atenção por suas roupas e penteados", disse Toshimitsu Shigemura, professora da Universidade Waseda, em Tóquio.

"Este não é o tipo de coisa que funciona para um ditador em um país tão dominado por homens como a Coreia do Norte", acrescentou Shigemura.

Ao contrário de eventos anteriores, nem o casal nem outros dirigentes do partido foram vistos usando máscaras ou mantendo o distanciamento social nas fotos publicadas pelo Rodong Sinmun.

A Coreia do Norte fechou suas fronteiras no início do ano passado numa tentativa de se proteger da pandemia. Kim afirmou repetidamente que o seu país não registrou casos do novo coronavírus, do que muitos especialistas estrangeiros duvidam, pois o vírus já transitava na vizinha China antes do fechamento da fronteira.

pv/as (Lusa, Efe, Reuters, DW)

Leia mais