1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Atriz Yulia Peresild, cosmonauta Oleg Novitsky e diretor Klim Shipenko assistidos por pessoal da Roscosmos após pouso da cápsula Soyuz M18
Atriz Yulia Peresild, cosmonauta Oleg Novitsky e diretor Klim Shipenko assistidos por pessoal da Roscosmos após pousoFoto: picture alliance/dpa/Roscosmos Space Agency/AP
TecnologiaRússia

Equipe cinematográfica russa retorna após filmagem no espaço

17 de outubro de 2021

Filmagens na ISS para drama épico duraram 12 dias. Cosmonautas também fizeram pontas na produção pioneira. Intenção da firma Roscosmos é atrair jovens para o setor espacial, mas também passar à frente da Nasa.

https://www.dw.com/pt-br/equipe-cinematogr%C3%A1fica-russa-retorna-ap%C3%B3s-filmagem-no-espa%C3%A7o/a-59531255?maca=bra-rss-br-all-1030-rdf

A atriz Yulia Peresild e o diretor Klim Shipenko retornaram neste domingo (17/10) de uma estada na Estação Espacial Internacional (ISS). A bordo de uma cápsula Soyuz, ambos pousaram na estepe do Cazaquistão, na Ásia Central, encerrando assim sua excursão iniciada em 5 de outubro.

Imagens ao vivo da agência espacial russa Roscosmos mostraram inicialmente a MS-18 como pequeno ponto no céu claro. Nos últimos quilômetros, a nave flutuou sustentada por um grande para-quedas, antes tocar solo, 148 quilômetros a sudeste da cidade de Jezkazgan.

"Bem-vindos ao lar", saudou-os a agência. Recebida por médicos e outros especialistas, além do diretor da Roscosmos, Dmitry Rogozin, a equipe cinematográfica estava bem após o voo de três horas. Ela foi acompanhada pelo cosmonauta Oleg Novitsky, que se encontrava na plataforma orbital desde abril.

Cápsula espacial Soyuz M18 pousa ligada a para-quedas
Cápsula espacial Soyuz M18 pousou na estepe do CazaquistãoFoto: picture alliance/dpa/Roscosmos Space Agency/AP

Corrida contra Hollywood

Tendo como título provisório The challenge (O desafio), o drama espacial dirigido por Shipenko gira em torno de uma médica (Peresild) encarregada de voar para a ISS a fim de operar um cosmonauta em perigo de vida, interpretado por Novitsky, cujos colegas também fazem pontas na produção.

Em 12 dias na plataforma orbital, foi rodado cerca de um terço do épico. Esta foi a primeira vez na história das viagens espaciais que uma equipe de filmagem ficou hospedada na estação espacial. Com essa produção, a Roscosmos quer também fazer publicidade para o setor, a fim de atrair mais jovens para trabalhar nas viagens espaciais.

Uma mulher e dois homens acenam, dentro da estação espacial ISS
Shipenko, Peresild e Novitsky a bordo da ISSFoto: The press service of Roskosmos/RSC "Energia/picture alliance

Críticos censuram o investimento de altas somas num projeto cinematográfico, em vez de em pesquisa. Rogozin diz contar que os futuros rendimentos do turismo espacial cobrirão os custos da produção, já tendo sido consultado por interessados, segundo afirmou à agência de notícias Interfax.

Para Moscou, no entanto, a questão também era se antecipar aos Estados Unidos. A Roscosmos anunciou sua produção em 2020, pouco depois de a Nasa revelar planos de filmagens na ISS para a franquia hollywoodiana Missão impossível, com o ator Tom Cruise. Envolvida no projeto americano está também a empresa SpaceX, de Elon Musk.

The challenge integra uma série de pioneirismos russos na corrida espacial, incluindo, ainda na era soviética: o primeiro satélite (Sputnik), o primeiro animal (a cadela Laika), o primeiro homem (Yuri Gagarin), e a primeira mulher (Valentina Tereshkova) no espaço.

av (AFP,DPA)