Encontro Econômico debate parceria Brasil-Alemanha | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 22.08.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Encontro Econômico debate parceria Brasil-Alemanha

Mobilidade, segurança energética e proteção ao clima são os temas centrais do 26º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. O evento reunirá cerca de 500 empresários alemães e brasileiros em Colônia durante três dias.

default

Colônia será sede de importante encontro econômico entre o Brasil e a Alemanha

Vinte e cinco anos se passaram desde a primeira edição do Encontro Econômico Brasil-Alemanha em Bonn, em 1983. De lá para cá, o evento cresceu em importância – e o Brasil, em apelo para os investimentos alemães. "O Brasil vive a melhor fase econômica dos últimos 30 anos", disse Alexander Hirschle, que foi correspondente da Agência Alemã de Comércio Exterior (bfai) durante oito anos em São Paulo, na coletiva de imprensa prévia ao evento.

A Alemanha é hoje o quinto país para o qual o Brasil mais exporta, e ocupa o quarto lugar na lista dos países dos quais o Brasil mais importa, atrás apenas dos Estados Unidos, da China e da Argentina. O objetivo do encontro é fortalecer ainda mais as relações bilaterais, identificando áreas para investimentos, parcerias e transferência de tecnologia.

Hoffnung auf Bahn-Einigung

Transportes, um dos temas da conferência

Os principais temas da edição de 2008, que acontece de 24 a 26 de agosto em Colônia, no oeste alemão, estão expressos no lema "Mobilidade, segurança energética e proteção climática – Desafios para negócios e políticas".

Segundo Sigrid Zirbel, diretora da Confederação das Indústrias Alemãs (BDI) para a América Latina e a América do Norte, estas são áreas onde há espaço para investimentos no Brasil. Com mobilidade, por exemplo, ela se refere às deficiências no setor de tranportes brasileiro. "O transporte rodoviário, ferroviário e a aviação precisam de melhorias, já de olho na Copa do Mundo de 2014".

De olho nos preparativos para a Copa

A Copa do Mundo em território brasileiro é um prato cheio para investimentos alemães e vai ganhar um workshop exclusivo na programação do evento. "Para a economia alemã, a Copa do Mundo representa inúmeras possibilidades de investir tecnologia de altíssimo nível no Brasil", diz Beatrice Kühne, diretora da BDI para mercados internacionais.

A BDI promove o evento ao lado da sua equivalente brasileira, a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha. Entre os temas que serão discutidos em workshops ao longo do evento, estão o emprego de tecnologia ambiental na busca por uma produção industrial sustentável; transformações na indústria automobilística; e a produção responsável de agroenergia.

Familienunternehmen in Deutschland Anton Wolfgang Graf von Faber-Castell

Anton Wolfgang von Faber-Castell é um dos homenageados

O evento contará com as presenças do ministro brasileiro da Economia, Miguel Jorge, e do ministro alemão do Meio Ambiente, Sigmar Gabriel. O último falará no encerramento do encontro, na terça-feira (26/08).

O encontro começa com uma cerimônia de premiação no domingo (24/08). O Prêmio Personalidade Brasil-Alemanha é concedido todos os anos a empreendedores dos dois países, e nesta edição será entregue aos empresários Carlos Mariani Bittencourt e ao conde Anton Wolfgang von Faber-Castell.

Evento aconteceu em Blumenau em 2007

O Encontro Econômico Brasil-Alemanha é um evento anual, e acontece de forma alternada, ora numa cidade brasileira, ora numa alemã. No ano passado, a abertura do evento em Blumenau contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na abertura.

Este ano, é a vez da cidade de Colônia, que se orgulha de manter excelentes relações com o Brasil desde a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, quando foi sede oficial da torcida brasileira.

Leia mais