Em Gdansk, uma nova galeria celebra a arte de Günter Grass | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 15.11.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Em Gdansk, uma nova galeria celebra a arte de Günter Grass

A cidade de Gdansk, na Polônia, manifesta orgulho por ser a terra natal do escritor alemão Günter Grass, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura. Nova galeria presta homenagem ao literato.

default

Grass em visita a Gdansk

O escritor alemão Günter Grass continua sendo uma personalidade importante em Gdansk, uma cidade de cerca de meio milhão de habitantes na costa polonesa do Mar Báltico. O vencedor do Prêmio Nobel de Literatura nasceu no local em 1927, uma época em que Gdansk, então chamada Danzig, era uma cidade-Estado semiautônoma que pertencia à Alemanha.

Grass mantém sua presença em vários aspectos da vida pública de Gdansk. A última manifestação dessa presença é a recém-inaugurada Galeria Günter Grass, que exibe obras de arte do escritor e realiza workshops, leituras e eventos literários.

O local também abriga um museu virtual. Um café temático está sendo construído num anexo e deverá ser aberto em meados de 2010.

A galeria está localizada no centro da cidade antiga. Os quadros e esculturas exibidos no local são oriundos do Museu Nacional de Gdansk. Graças a contatos internacionais, novas peças irão aos poucos sendo incluídas na exibição.

Tango Sonderausstellung 9.12.2006 bis 4.2.2007 Günter Grass. Grafiken und Skulpturen Schlesisches Museum zu Görlitz

Desenho feito por Grass

O próprio Günter Grasss iniciou esse processo. Ele doou algumas de seus quadros para a cerimônia de abertura da galeria, em outubro de 2009. Ele também apoiou a iniciativa desde o início.

Sombras do passado

A relação entre Grass e Gdansk nem sempre foi tão tranquila como é hoje. Há cerca de três anos, o escritor foi muito criticado na Polônia ao admitir ter integrado a Waffen-SS, tropa de elite nazista, durante a Segunda Guerra Mundial.

O ex-presidente polonês Lech Walesa chegou a sugerir que fosse retirado, de Grass, o título de cidadão honorário de Gdansk. Mas, desde então, as feridas cicatrizaram, e a melhor evidência disso foi a multidão que afluiu à cerimônia de abertura da nova galeria.

Hoje Gdansk poderia até ser chamada de cidade-Grass, tal a presença do escritor no cotidiano da cidade. A maior instituição local dedicada ao artista é a Sociedade Günter Grass, com mais de cem integrantes.

Um deles é Andrzei Fac. O pai dele organizou todos os eventos dedicados a Grass e ocorridos em Gdansk nos últimos 30 anos. Fac era criança quando sua família recebeu uma visita do escritor.

"Meu falecido pai e minha mãe eram amigos de Günter Grass desde o início dos anos 1960", conta Fac. "As pinturas de Grass na parede são uma evidência dessa amizade. Também temos livros, cartas e outros itens."

O próprio Grass disse que acreditar que a cidade de Gdansk, além de celebrar sua vida e obra, também aprendeu alguma coisa com seus livros, entre eles o famoso O Tambor.

"Muitos poloneses me contam que meus livros os ajudaram a entender a história antiga da cidade – quando os alemães ainda viviam aqui."

Autora: Katarzyna Tuszynska (as)

Leia mais