Diego ignora proibição do Bremen e também vai a Pequim | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 22.07.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Diego ignora proibição do Bremen e também vai a Pequim

Werder Bremen diz que encaminhará questão ao Tribunal Arbitral do Esporte. Schalke ameaça Rafinha com quebra de contrato e multa e também buscará solução jurídica.

default

Diego faz o check-in no Aeroporto de Bremen, de onde embarcou para Paris

O meia Diego embarcou ao meio-dia desta terça-feira (22/07) para Paris, onde se unirá à equipe brasileira que participará dos Jogos Olímpicos de Pequim. A decisão havia sido comunicada pouco antes pelo jogador brasileiro ao diretor esportivo do Werder Bremen, Klaus Allofs.

Pela manhã, Diego participou das sessões de fotos da equipe para a temporada 2008/09, mas deixou o Weserstadion antes do início dos treinos do dia.

Allofs lembrou o meia que ela viajaria sem a permissão do clube. Em nota à imprensa, o Werder Bremen comunicou que acionará o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) para esclarecer a questão. O clube afirma que não é obrigado pela Fifa a ceder seus jogadores para as seleções olímpicas.

Dubiedade

BdT Diego bei Werder Bremen

Diego falta a treino

"É a melhor solução para esclarecer a questão. Esse vai-e-vem não deve se repetir de novo", disse Allofs em relação à pendenga entre as seleções nacionais e os clubes em relação à liberação de jogadores para os Jogos Olímpicos. Tanto Diego como o Werder Bremen se comprometeram a acatar a decisão do Tribunal Arbitral do Esporte.

No final de semana, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, disse que a liberação dos jogadores é obrigatória segundo o regulamento da Fifa e que os clubes que contrariarem a regra não poderão escalar os jogadores convocados enquanto durarem os Jogos de Pequim.

Já a Federação Alemã de Futebol (DFB) e a Liga Alemã de Futebol (DFL) afirmam ter consultado a Fifa, que teria negado a existência da obrigatoriedade de liberar os jogadores.

Schalke ameaça Rafinha

Bundesliga 10. Spieltag VfL Wolfsburg gegen FC Schalke 04

Rafinha também vai a Pequim

Na segunda-feira, o lateral Rafinha, também convocado por Dunga para a seleção olímpica, não viajou com o Schalke para a Áustria e também se uniu à seleção brasileira em Paris, de onde embarcará para Pequim.

A direção do Schalke alegou quebra de contrato e ameaçou o lateral com uma multa que pode chegar a 800 mil euros. O diretor esportivo Andreas Müller tentou falar com o jogador, mas não conseguiu contactá-lo. A direção do Schalke disse ter encaminhado correspondência ao lateral informando-o das sanções a que estaria sujeito.

Müller disse ainda que também encaminhará uma queixa ao Tribunal Arbitral do Esporte. "Encaminhamos solicitação por escrito à CBF e ao COI pedindo que Rafinha não dispute os Jogos Olímpicos. Caso a CBF não nos atenda, iremos levar o caso ao Tribunal Arbitral do Esporte", declarou Müller.

Leia mais