Deutsche Welle produz documentário sobre artista e dissidente chinês Ai Weiwei | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 23.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Deutsche Welle produz documentário sobre artista e dissidente chinês Ai Weiwei

Desde que deixou a China, em 2015, o artista se concentra na questão migratória e na situação dos refugiados. Ao longo de um ano, a equipe da Deutsche Welle seguiu os passos do artista: acompanhou suas viagens ao Mediterrâneo, seu primeiro retorno a Pequim, e deste trabalho resultou o documentário "Ai Weiwei - Drifting".

Assistir ao vídeo 04:02

A crise migratória é um tema central na obra de Ai Wei Wei. O documentário "Drifting", produzido pela Deutsche Welle, mostra a busca do artista chinês por retratar o drama dos refugiados. Para chegar à Europa, eles se arriscam em longas viagens pelo Mar Mediterrâneo. As travessias arriscadas são noticiadas diariamente, mas a tragédia tem dimensões ainda maiores do que transparece nos jornais.

O artista plástico e ativista Ai Weiwei, que deixou a China, em 2015, por motivações políticas, já abordou o tema em diversas obras. Em 2016, ele viajou ao encontro de refugiados buscando compreender e retratar o sofrimento destas pessoas. Após a viagem ao Mediterrâneo, Ai Weiwei realizou uma instalação marcante em Berlim - com coletes salva-vidas encontrados pelo artista na Ilha de Lesbos, na Grécia - para muitos refugiados, a porta de entrada para a Europa. O artista amarrou os objetos aos pilares da Konzerthaus, uma famosa sala de concertos em Berlim. 

O lançamento do documentário "Ai Wei Wei - Drifting" foi realizado em Berlim no mês de junho.