Controlador acusado de tragédia com trens na Alemanha jogava game | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 13.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Controlador acusado de tragédia com trens na Alemanha jogava game

Investigadores afirmam que responsável por liberar trilhos para os maquinistas estava jogando no celular. Ele liberou o mesmo trecho para dois trens, que vinham em sentidos opostos e colidiram de frente em Bad Aibling.

Autoridades da cidade de Rosenheim, no sul da Alemanha, prenderam de forma preventiva nesta terça-feira (12/04) o controlador de tráfego que é acusado de provocar um acidente entre dois trens em fevereiro. A tragédia aconteceu na localidade de Bad Aibling e deixou 12 mortos e 80 feridos.

Segundo os promotores de Traunstein, o funcionário da Deutsche Bahn, empresa ferroviária da Alemanha, estava distraído com um jogo de celular até instantes antes da tragédia. O homem de 39 anos está agora sendo acusado de homicídio culposo.

Os investigadores suspeitam que, por estar distraído com o jogo, o controlador de tráfego se enganou na hora de liberar o trecho único para os dois trens, que andavam em sentidos opostos. Em seguida, ele enviou uma mensagem de emergência, mas apertou o botão errado e ela foi enviada a outros controladores e não aos maquinistas. Quando os colegas o alertaram, ele enviou a mensagem de alerta aos maquinistas, mas já era tarde.

Os investigadores disseram que o controlador admitiu estar jogando no celular, mas negou que isso tivesse desviado sua atenção. Ele está agora sujeito a uma pena maior do que quando só era acusado de enviar um sinal errado.

Em 9 de fevereiro, o controlador liberou simultaneamente o mesmo trecho de uma linha férrea única para os dois trens, que andavam em sentidos opostos e colidiram frontalmente. Uma semana depois, autoridades disseram que houve falha humana. O acidente em Bad Aibling é um dos mais graves da história da Alemanha.

Um dos mais de 80 feridos morreu nesta quarta-feira, elevando o número de vítimas de 11 para 12.

KG/dpa/rtr/afp

Leia mais