Continuam buscas de desaparecidos no acidente com o Costa Concordia | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 21.01.2012
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Continuam buscas de desaparecidos no acidente com o Costa Concordia

Governo italiano decreta estado de emergência em toda a região próxima ao acidente com o navio de cruzeiro Costa Concordia. A busca dos 20 desaparecidos continua, 12° corpo foi encontrado pelas forças de resgate.

default

Estado de emergência na região próxima à catástrofe

Mergulhadores da marinha italiana retomaram a busca dos corpos de desaparecidos do Costa Concordia neste sábado (21/01), após dois dias de pausa compulsória. Primeiro, o casco do navio foi furado nos locais onde supõe-se que os corpos possam se encontrar. Especialistas não acreditam que haja algum sobrevivente entre os 20 desaparecidos.

A parte do navio de 290 metros de comprimento que se encontra acima da superfície da água foi revistada durante toda a madrugada por forças especiais do corpo de bombeiros. Um porta-voz da equipe de resgate confirmou que o Costa Concordia não se movimentou durante as buscas. Durante quase toda a sexta-feira, os trabalhos de busca no interior do navio haviam sido suspensos, depois de terem sido registrados movimentos leves da embarcação. Há riscos de que o navio, que foi danificado no dia 13 de janeiro e se encontra tombado sobre um rochedo, possa afundar totalmente. Até agora, foram resgatados 12 corpos da embarcação, o último deles neste sábado.

Toneladas de combustível

Costa Concordia

Trabalhos de resgate foram realizados durante a noite acima da superfície da água

Uma vez que a busca dos desaparecidos ainda não foi encerrada e ainda há muito combustível no navio, evita-se, a todo custo, que ele afunde. "A prioridade absoluta para nós continua sendo a busca dos desaparecidos", afirmou Luca Cari, porta-voz da equipe de resgate, ao ser questionado sobre o início do bombeamento de combustível da embarcação. Ainda não está claro quando a empresa holandesa Smit irá começar a tirar o combustível do tanque do navio.

O bombeamento havia sido planejado para ocorrer nesta sexta-feira ou neste sábado, mas estima-se que os trabalhos, por razões de segurança, só poderão começar quando não houver mais nenhum membro da equipe de resgate a bordo. Segundo informações da companhia de navegação, há aproximadamente 2300 toneladas de combustível no navio, sobretudo petróleo pesado. É preciso aquecer o petróleo pesado viscoso antes de bombeá-lo. Os tanques do Costa Concordia pesam 2400 toneladas.

Declarado estado de emergência

Enquanto isso, o governo italiano declarou estado de emergência na região, a fim de disponibilizar mais ajuda e recursos para o local. Através da medida, diversas instituições governamentais, tanto nacionais quanto internacionais, podem ser envolvidas nos trabalhos de resgate in loco.

Sobreviventes alemães da catástrofe declararam, segundo informações da mídia, que exigiram indenizações das agências de viagem e da companhia de navegação. De acordo com informações de um advogado ao jornal popular Bild, dois casais e uma mulher do estado da Renânia do Norte-Vestáflia já entraram com uma ação na Justiça. Os cinco envolvidos exigem indenização por perdas e danos no valor de aproximadamente 78 mil euros.

"Comandantes têm poder demais"

Schiffsunglück Costa Concordia

Mergulhadores arriscam suas vidas em busca de vítimas

Pier Luigi Foschi, diretor da companhia de navegação Costa Crociere, afirmou ao diário italiano Corriere della Sera que os comandantes dos navios detêm um poder excessivo no que diz respeito às decisões a serem tomadas. Foschi afirmou não ser normal nem justificável que a evacuação do navio só tenha começado uma hora depois de a embarcação ter batido contra o rochedo.

Bruno Leporatti, advogado do capitão do Costa Concordia, Francesco Schettino, chamou de "bobagem absoluta" as especulações de que o capitão tenha estado embriagado no momento do acidente. Os resultados do exame de drogas a que se submeteu Schettino, de 52 anos, ainda não estão prontos. Leporatti afirmou que seu cliente, que se encontra em prisão domiciliar, disse que "pretende assumir toda a responsabilidade, caso tenha cometido um erro", o que, no entanto, ainda terá que ser averiguado.

Nenhum efeito sobre o boom dos cruzeiros?

Costa Concordia

Navio danificano no dia 13 está tombado sobre rochedo

A emissora italiana de TV RaiNews24 exibiu imagens amadoras nas quais membros da tripulação do Costa Concordia teriam enviado passageiros de volta a suas cabines, mesmo depois que a água começou a entrar no navio. "Está tudo sob controle, voltem para suas cabines", disse uma mulher em um vídeo, aproximadamente 40 minutos após a colisão com um rochedo. As imagens parecem confirmar as acusaçõs ao capitão, mostrando que a evacuação tenha se dado tarde demais e de maneira caótica. A promotoria já anunciou que pretende ver todas as imagens amadoras feitas antes do acidente.

A Confederação Alemã de Viagens (DRV) parte do princípio de que a avaria do Costa Concordia não irá exercer influência no atual boom dos cruzeiros. Segundo Guido Laukamp, vice-presidente da comissão de cruzeiros da organização, os mesmos são, na verdade, seguros. "Algo que está sendo esquecido no momento, embora os fatos não mudem por isso", diz Laukamp.

Autora: Julia Elvers-Guyot (sv)
Revisão: Francis França

Leia mais