CONFLITO NO CÁUCASO | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 15.08.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

CONFLITO NO CÁUCASO

Conflito no Cáucaso, carros mais econômicos e bunker alemão aberto ao público foram os temas comentados por nossos usuários esta semana. Clique aqui e confira!

default

Infelizmente, mais uma vez se presenciou a prepotência russa diante de uma oportunidade de se mostrar poderosa, infelizmente às custas de vidas inocentes e ideais alheios. Percebe-se que o interesse russo no conflito é apenas mostrar ao mundo que ainda é uma potência a se respeitar. Desse modo, o governo russo insiste em se manter isolado, sentindo-se auto-suficiente e independente do auxílio e da cooperação de outros países.
Henrique da Silva Abreu

Esse conflito resultará no fim das ambições da Geórgia de entrar na Otan. A Rússia não admitirá forças com poder de ameaça junto a suas fronteiras. A Geórgia cometeu um grande erro em provocar Moscou. O Ocidente não poder fazer absolutamente nada! Gostaria que a famigerada Otan interviesse nesse conflito só para mostrar ao mundo que essa aliança arcaica dos tempos da Guerra Fria não tem poder de fogo capaz de intimidar a Rússia. Coitada da Geórgia, se desejar realmente se incluir no clube dos países pró-Estados Unidos. Vai ficar isolada como está neste momento.
Acho que está na hora de a diplomacia ocidental entrar em ação, pois a Geórgia lamentará muito se decidir provocar a Rússia. O país corre o risco de não apenas perder os territórios que exige, mas também a si próprio.
Arthur Cardoso da Costa Jr.

O conflito deflagrado na Ossétia do Sul é inegavelmente uma consequência das atitudes irresponsáveis – poderia utilizar-se um termo mais violento – do governo dos Estados Unidos da América. Não fossem os apoios explícitos de Washington aos desejos do presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, essa guerra não existiria. Mas Bush e sua entourage defendem que chegou o momento de cercar a Rússia por todos os lados para levar adiante seus objectivos de se implantar na região do Cáucaso, manipulando a riqueza do gás (e outras) a seu belo prazer. Estão agindo como fizeram seus antecessores no Kosovo. Destruiram governos, povos, civilizações e depois inventaram um país-fantasma, que manipulam a seu bel-prazer. É evidente que a política do senhor Bush para o Cáucaso visa a expandir o imperialismo norte-americano e fazer desaparecer aqueles que ainda se lhe opõem. Estranho é que os dirigentes da União Européia se comportem como "cães-fiéis" de Washington e "ladrem" todos para o mesmo lado.
Herculano Carreira

A Rússia não é dona do mundo, nem de ninguém, e vai se isolar.
José Aparecido dos Santos

NOVA TENDÊNCIA: CARROS PEQUENOS

Por questões de praticidade e economia de espaço físico e de consumo, creio firmemente que veículos pequenos são a melhor alternativa para a humanidade. Mas devem ser realmente diminutos, como o Smart, por exemplo. E com a descoberta, nos EUA, do processo de produção de hidrogênio via fotossíntese em laboratório por um pesquisador do MIT, os motores deveriam ser movidos a energia solar!
Bruno Gigli


BUNKER ALEMÃO ATRAI TURISTAS
Creio que, apesar das dores das Segunda Guerra, é possível explorar turisticamente o bunker e seus pertences, inclusive, conforme o artigo cita, com proveito econômico para a própria cidade. Afinal, ele agora faz parte da história e pode nos ajudar a melhor compreênde-la e conhecê-la.
Francisco Leite

Negativo, não acho que deva ser atração turística. O destino do bunker alemão deveria ser a demolição.
Octavio P.da Silva




Leia mais