Companhia lança voo internacional mais curto do mundo | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 04.11.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Companhia lança voo internacional mais curto do mundo

Passageiros percorrem os 20 quilômetros que separam a cidade suíça de St. Gallen da alemã Friedrichshafen em apenas oito minutos. Ambientalistas criticam necessidade da rota e poluição gerada.

Uma coisa é certa: não há nem tempo para tomar um copo de suco de tomate no voo que liga o aeroporto de St. Gallen, na Suíça, a Friedrichshafen, no extremo sul da Alemanha. 

O voo da companhia aérea austríaca People's Viennaline, que custa 40 euros e começou a operar nesta semana, dura apenas oito minutos. A rota tem somente 20 quilômetros e, de carro, margeando o Lago de Constança, levaria apenas uma hora.

O serviço entre os aeroportos foi lançado nesta semana e não tem como alvo apenas viajantes entre as duas cidades, mas também aqueles que queiram seguir viagem de Friedrichshafen para o aeroporto de Colônia-Bonn, ou de St. Gallen para Viena. A empresa oferece o voo entre St. Gallen e Friedrichshafen duas vezes por dia.

E o meio ambiente?

A empresa aérea se gaba em seu site por oferecer "o voo comercial internacional mais curto do mundo". Um usuário do Twitter apontou, porém, um problema: que sentido tem o voo a partir do ponto de visto ecológico?

De fato, ambientalistas tanto da Suíça quanto da Alemanha têm uma visão extremamente crítica sobre o curtíssimo voo. "Ele é totalmente supérfluo", diz Sylvia Pilarsky-Grosch, chefe da ONG ambiental Bund no estado alemão de Baden-Württemberg.

Ela afirma que particularmente a decolagem e a aterrissagem requerem elevado uso de combustível e provocam emissão de gases poluentes.

Viajantes com destino ao aeroporto de Colônia-Bonn, por exemplo, podem pegar um trem rápido ou se dirigir para Zurique e voar de lá, argumenta Pilarsky-Grosch.

A companhia aérea diz que o voo é neutro quanto às emissões, apontando que dirigir ao redor do lago por uma hora libera tanto gás carbônico quanto o voo de curta duração.

Voos de curta e longa duração

O voo doméstico mais curto do mundo, operado pela Loganair, faz a rota entre Westray e Papa Westray, nas Ilhas Orkney, na Escócia. Ele dura apenas 47 segundos se as condições de vento estiverem ideiais.

Em contraste, o título de voo internacional mais longo em termos de tempo é operado pela Emirates, entre Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e Auckland, na Nova Zelândia. O trajeto de 14,2 mil quilômetros leva mais de 17 horas.

O voo mais longo em termos de quilômetros percorridos, sem escala, pertence atualmente à Air India, e vai da cidade indiana de Nova Déli a São Francisco, nos EUA. Os 15,3 mil quilômetros são percorridos em 14,5 horas –, já que na rota sobre o Pacífico os ventos fortes e na mesma direção do avião encurtam o tempo de voo.

FC/dw/ots

Leia mais