Colônia vai ganhar semáforos LGBT | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 13.02.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Colônia vai ganhar semáforos LGBT

Cidade alemã vai instalar temporariamente sinais para pedestres que representam casais do mesmo sexo. Ação faz parte das celebrações dos 50 anos da Rebelião de Stonewall, que será lembrada na parada gay de Colônia.

Semáforos com casais do mesmo sexo em Frankfurt

Semáforos com casais do mesmo sexo já foram instalados em Frankfurt

Por ocasião da parada gay de Colônia, no oeste da Alemanha, a prefeitura da cidade vai instalar temporariamente 20 semáforos para pedestres que representam casais do mesmo sexo, afirmou um porta-voz à imprensa local nesta terça-feira (12/02).

A parada gay de Colônia, uma das maiores da Europa, é celebrada no Christopher Street Day (CSD), que neste ano cai em 7 de julho. A cidade pretende instalar os semáforos LGBT temporariamente ao longo da rota do evento, nos arredores da praça Heumarkt. A prefeitura não informou quanto tempo durará a ação.

Os semáforos especiais foram encomendados por ocasião dos 50 anos da Rebelião de Stonewall, em Nova York, em que transexuais, gays e lésbicas protestaram contra ações arbitrárias da polícia. A rebelião, que é considerada um dos motores do movimento de libertação gay e da luta pelos direitos LGBT nos Estados Unidos, será lembrada na parada gay de colônia deste ano.

Em 2015, Frankfurt também instalou alguns semáforos LGBT na época do CSD. Além de casais do mesmo sexo, várias cidades alemãs têm semáforos para pedestres com figuras não convencionais. Berlim, por exemplo, tem o icônico Ampelmann; Bonn, o compositor Ludwig van Beethoven, nascido na cidade; e Trier também exibe seu filho mais célebre, o filósofo Karl Marx.

A cidade de Friedberg, próxima a Frankfurt, recentemente instalou alguns semáforos com figuras que representam Elvis Presley. O cantor serviu como soldado do Exército americano na cidade, de outubro de 1958 a março de 1960.

LPF/dpa/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados