Centro de testagem de covid-19 é alvo de atentado na Holanda | Notícias internacionais e análises | DW | 03.03.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Europa

Centro de testagem de covid-19 é alvo de atentado na Holanda

Explosão de bomba caseira destrói vidraças, e autoridades chamam episódio de "ataque covarde". Outros centros de testagem foram alvo de atos similares nas últimas semanas.

Carros de bombeiro e de autoridades de segurança atendem a chamado na Holanda

Bombeiros foram deslocados para local do ataque

Um explosivo foi detonado em frente a um centro de exames de detecção do coronavírus em Bovenkarpsel, ao norte de Amsterdã, na manhã desta quarta-feira (03/03), destruindo vidraças. Não houve registro de feridos.

A polícia chamou o ato de um ataque intencional, enquanto as autoridades de saúde da Holanda classificaram o episódio de "um ato covarde".

A explosão foi causada por uma bomba caseira, segundo os policiais. Um cilindro de metal envolvido na explosão foi recuperado. "Uma coisa como essa não acontece simplesmente por acidente", afirmou o porta-voz da polícia Menno Hartenberg.

O chefe do serviço de saúde pública, André Rouvoet, pediu "a rápida prisão do perpretrador". "Nosso pessoal em todo o país está trabalhando duro para proteger a sociedade desta pandemia. Este ato covarde de destruição não afeta somente nosso funcionários em Bovenkarspel. Afeta a todos nós.".

O presidente da Câmara da cidade, Ronald Wortelboer, disse ter ficado "muito chocado" e "muito triste" com o que aconteceu, e explicou que, na Holanda, "pode-se discordar, mas com palavras, e não com situações como esta".

Pouco antes das 7h, um vigia do centro de exames alertou a polícia sobre um "estouro alto" que quebrou várias vidraças, disse um comunicado da polícia. O epidódio fez com que o prédio fosse isolado e provocou o cancelamento de todos os testes marcados para esta quarta-feira.

Revolta contra autoridades de saúde

O incidente ocorre pouco antes das eleições nacionais de 17 de março, vistas por muitos como um referendo sobre a maneira como o governo lida com a pandemia.

A revolta contra as autoridades de saúde aumentou desde o início de 2021, e atualmente o chefe do Instituto Nacional de Saúde anda acompanhado por uma equipe de segurança.

Outro local de exames foi incendiado em janeiro durante vários dias de tumultos provocados pela adoção de um toque de recolher noturno. A segurança foi reforçada em alguns locais devido a ameaças e vandalismo.

Poucos dias depois, a polícia encontrou material inflamável com artefatos incendiários colocados num outro centro de testes em Hilversum, no norte do país.

A pandemia de covid-19 já matou 15.649 pessoas no país, que tem pouco mais de 17 milhões de habitantes.

jps/ek (Reuters, Lusa)

Leia mais