Cazaquistão rebatiza capital em homenagem a ex-presidente | Notícias internacionais e análises | DW | 20.03.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Cazaquistão rebatiza capital em homenagem a ex-presidente

Após renúncia do último líder da era soviética ainda no poder, Parlamento decide que Astana passará a se chamar Nursultan. Ex-presidente Nursultan Nazarbayev ficou 30 anos no cargo e transformou capital numa metrópole.

Astana, capital do Cazaquistão

O nome Astana foi adotado em 1998, após a cidade ser declarada capital por iniciativa de Nazarbayev

O Parlamento do Cazaquistão aprovou nesta quarta-feira (20/03) a mudança do nome da capital do país de Astana para Nursultan, em homenagem ao ex-presidente Nursultan Nazarbayev, que renunciou na véspera. Há quase 30 anos no cargo, ele era o último líder da era soviética ainda no poder.

A decisão foi tomada poucas horas depois de Qasim-Zhomart Tokayev assumir a Presidência interinamente e propor a mudança do nome na capital durante a cerimônia de posse. A medida foi aprovada por unanimidade no Parlamento e deve agora ser ratificada pelo novo presidente. 

A alteração do nome foi aprovada por meio de uma emenda constitucional que estipulava a realização de um referendo, mas Tokayev decidiu, com o apoio da Comissão Constitucional, pular esse passo.

Astana – que em idioma cazaque significa capital – mudou várias vezes de nome ao longo da história. Inicialmente Tselinograd, a cidade depois passou a se chamar Akmola (Túmulo Branco). O nome Astana foi adotado em 1998, após ser declarada capital do Cazaquistão por iniciativa de Nazarbayev.

Antes uma pequena cidade provinciana, Astana se transformou, então, numa metrópole futurista, repleta de arranha-céus. A cidade desempenha um papel central na propaganda governamental, ressaltando as conquistas do governos de Nazarbayev. O nove nome, Nursultan, significa "sultão da luz".

Com a renúncia de Nazarbayev, Tokayev – que era presidente do Senado – assumiu a presidência interinamente até as próximas eleições, marcadas para 2020. Nazarbayev continuará detendo poderes significativos no país sob o status constitucional de "líder da nação".

Além de Tokayev ter imediatamente proposto a homenagem ao ex-presidente no nome da capital, o Senado também nomeou a filha mais velha de Nazarbayev como porta-voz, indicando que ela pode ser candidata à sucessão do pai.

Tokayev afirmou aos legisladores que Nazarbayev mostrou "sabedoria" ao abrir mão de seu cargo, um raro passo na Ásia Central ex-soviética, onde outros líderes se mantiveram no poder até a morte.

Nazarbayev chegou ao poder da república soviética do Cazaquistão em 1989 e, foi então um dos principais apoiadores de Mikhail Gorbatchov em seus esforços de impedir a desintegração da superpotência. Uma vez proclamada à independência em 1991, assumiu a presidência do maior país da Ásia Central.

Após o colapso do império soviético, ele defendeu ativamente a conservação dos laços entre as repúblicas soviéticas, sendo um dos mais fervorosos apoiadores da nova Comunidade de Estados Independentes (CEI).

Além de conservar as boas relações com Moscou, o líder cazaque abriu seu país à cooperação com Ocidente e Oriente, uma política que lhe permitiu posicionar o Cazaquistão na comunidade internacional.

Apesar de opositores acusarem Nazarbayev de ter criado um regime corrupto e tentar acabar com qualquer oposição política, ele foi reeleito unanimemente em várias ocasiões, a última em 2015, quando obteve mais de 97% dos votos.

LPF/efe/afp/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais