Carlos Marun assume Secretaria de Governo | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 16.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Carlos Marun assume Secretaria de Governo

Deputado federal substitui Antonio Imbassahy, que pediu demissão. Primeira função do novo articulador político do Planalto é conseguir apoio para a aprovação da reforma da Previdência no Congresso.

Carlos Marun

Em cerimônia de posse, Carlos Marun disse que é “soldado" a serviço de Temer

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) assumiu nesta sexta-feira (15/12) o cargo de ministro da Secretaria de Governo. O parlamentar substitui Antonio Imbassahy (PSDB), que comandou a pasta desde fevereiro e pediu demissão há uma semana.

Durante a cerimônia de posse, que contou com a presença do presidente Michel Temer, Marun defendeu a reforma da Previdência e colocou-se como um "soldado" a serviço de Temer. O novo ministro foi um dos principais articuladores do presidente na Câmara dos Deputados.

"Vejo no senhor [Temer] um homem determinado a fazer aquilo que o Brasil precisa. Afirmo que serei e sou, a partir desse momento, um soldado sob o vosso comando em sua árdua luta para fazer do vosso país um país melhor para todos os brasileiros", destacou Marun.

O ministro disse ainda que conquistou a confiança de parlamentares da base do governo e o respeito da oposição nos seus três anos de experiência na Câmara. Marun afirmou que foi um dos principais protagonistas do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff no Congresso.

No discurso, o ministro classificou a reforma da Previdência como um dos maiores desafios do governo. "Precisamos de uma Previdência mais justa e menos desigual para todos os brasileiros. Não é possível que aceitemos continuar convivendo com o sistema previdenciário que tira dos mais humildes e destina recursos aos mais aquinhoados", declarou e acrescentou que a aprovação desta reforma contribuirá para a economia do país.

Marun assume a pasta depois da demissão de Imbassahy. Ele foi o segundo tucano a deixar o governo em menos de um mês. Em novembro, Bruno Araújo pediu demissão do cargo de ministro das Cidades em meio a rumores sobre uma possível reforma ministerial que envolveria a saída de integrantes do PSDB da equipe.

A primeira função novo articulador político do governo será reunir os votos necessários para a aprovação da reforma da Previdência, cuja votação deve acontecer na Câmara no dia 19 de fevereiro. Em janeiro e fevereiro, Marun se reunirá com deputados para tentar conseguir apoio suficiente para a proposta.

CN/abr/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais