Bristol remove estátua de manifestante negra | Notícias internacionais e análises | DW | 16.07.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Bristol remove estátua de manifestante negra

Prefeito da cidade inglesa diz que peça foi colocada sem permissão em pedestal que abrigava escultura de comerciante de escravos derrubada em protesto antirracismo e que população deve decidir o que será feito no local.

Estátua de manifestante negra e parte de um guindaste

Estátua de manifestante é retirada de pedestal em Bristol

A estátua de uma manifestante negra de punho erguido foi retirada nesta quinta-feira (16/07), um dia depois ser colocada sem permissão na cidade de Bristol, no sudoeste da Inglaterra, informaram as autoridades locais.

A escultura, criada pelo artista britânico Marc Quinn, intitulada A Surge of Power (uma onda de poder) tinha sido instalada sobre o pedestal onde estava a de Edward Colston, comerciante de escravos do século 17.

Segundo as autoridades, a estátua será colocada em um museu, para que seu autor possa recuperá-la ou doá-la ao acervo de arte municipal. A peça de aço representa a manifestante Jen Reid, uma mulher que foi fotografada com o punho levantado durante protestos antirracismo.

Assistir ao vídeo 01:37

Ativista do Black Lives Matter no lugar de comerciante de escravos

O prefeito de Bristol, Marvin Rees, disse no Twitter que entendeu a necessidade de as pessoas "se expressarem", mas que a estátua foi colocada no pedestal sem permissão e que deveria ser removida.

A imagem de Colston havia sido derrubada e jogada num rio no início de junho, no auge das manifestações antirracistas Black Lives Matter, após a morte no final de maio de George Floyd, um americano negro morto durante uma ação policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, após ser imobilizado e um policial se ajoelhar durante quase nove minutos sobre seu pescoço.

As autoridades de Bristol insistiram que cabe a toda a cidade decidir o que deve substituir a estátua de Colston, que estava no pedestal desde 1895.

"A escultura [de Jen Reid] que foi instalada hoje foi obra e decisão de um artista de Londres", disse Rees na quarta-feira. "Não foi solicitada e não foi dada permissão para a instalação. O futuro do pedestal e do que deve ser instalado nele deve ser decidido pelo povo de Bristol."

MD/efe/afp

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados