BRASIL COMO POTÊNCIA | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 04.05.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

BRASIL COMO POTÊNCIA

O Brasil como potência, a expansão da OTAN e a crise dos alimentos foram os temas comentados nesta semana por nossos usuários. Vale a pena ler!

default

Os últimos acontecimentos demonstram o quanto este analista estava enganado quanto ao fato de o Brasil ser ou não uma potência regional, quiçá mundial, seja por razão econômica ou política. A bem da verdade, os países desenvolvidos é que não querem ceder aos privilégios agrícolas concedidos a seus cidadãos via subsídios e protecionismo fitossanitário. Mas isto é apenas o começo de uma grande pressão que o Brasil vai exercer contra interesses protecionistas, pois nosso potencial de produção é gigantesco e o temor da Europa e dos EUA é que o aumento da produção cause imenso desgaste político interno em seus países. O mundo precisa reorganizar sua produção de alimentos, pois a demanda vai continuar subindo e Europa e EUA não conseguirão aumentar suas produções sem conceder novos subsídios, o que causaria um enorme problema político e moral mundial. Isso sem contar o emergente potencial energético do Brasil, que em breve poderia torná-lo não só uma potência regional, mas mundial.

Carlos Augusto de Almeida

O Brasil tem tudo para se tornar uma potência. Hoje ele é uma potência adormecida e amarrada pela falta de qualidade da administração pública que perdura por séculos. O país sempre precisou de grandes montantes de dinheiro para poder avançar devido a gastos abusivos em todas as esferas de poder e que visam somente à manutenção do mesmo poder, deixando de lado a qualidade da administração. A descoberta de novas fontes de renda certamente alavancará seu processo de enriquecimento. Porém, o Brasil só se tornará uma potência de influência mundial quando aprender a usar seus recursos com padrão de qualidade superior ao atual e com características próprias de sua identidade.

Edgard Chieppa

EXPANSÃO DA OTAN

Vejo a existência da OTAN como desnecessária por se tratar de um resquício da Guerrra Fria e por ser ainda um motivo de desestabilização da Europa, um fator desagregador e provocador que mina a harmonia e a amizade entre os povos europeus. Os Estados Unidos tratam a Europa como se fosse sua colônia e propriedade, tentando persuadir os europeus a se indispor com a Rússia. Mas a União Européia só tem a ganhar com a harmonia e a amizade russa. Os EUA podem não precisar da Rússia, mas a União Européia deve viver em paz com todos. A UE deveria criar sua própria organização de defesa e deixar de ser manipulada pelos EUA.

Clovis Rossi

CRISE DE ALIMENTOS

Parece que a política adotada pelos governos não está sendo adequada às necessidades. A meu ver, não se deve impor condições aos agricultores. Deixe-os produzir à vontade, o que quiserem e quando quiserem. Assim se evitariam conflitos com eles. A solução do problema dos preços está na livre concorrência, que os equilibraria. Resta o problema dos menos favorecidos, cuja solução é o auxílio na forma de bolsas, como foi feito aqui no Brasil e está sendo feito nos EUA com nome diferente para não se dizer que é cópia. Dinheiro para isto, existe. Veja só o que gasta a Alemanha subvencionando a agricultura. É questão de mudar o destino do dinheiro.

Josephino Gonçalves