Bomba da 2ª Guerra é desativada no centro de Berlim | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 15.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Bomba da 2ª Guerra é desativada no centro de Berlim

Explosivo lançado por bombardeiro americano foi localizado durante uma obra nas proximidades da Alexanderplatz. Cerca de 3 mil pessoas tiveram que ser evacuadas.

U-Bahnhof am Alexanderplatz (picture-alliance/dpa/K. Nietfeld)

Autoridades estabeleceram um perímetro de 300 metros no entorno do local onde foi localizada a bomba

Uma bomba americana de 100 quilos da Segunda Guerra Mundial foi desativada na madrugada deste sábado (15/06) no centro de Berlim, perto da icônica Alexanderplatz, informou a polícia.

"O detonador foi destruído com sucesso. Em breve, vocês poderão retornar a suas casas", indicou a polícia em um tuite.

Após a evacuação de 3.000 pessoas da área na sexta-feira, a polícia disse que encontrou alguns problemas técnicos para desarmar a bomba, mas que eles foram resolvidos rapidamente.

Inicialmente, as autoridades esperavam que ela fosse desativada na sexta-feira, mas os trabalhos foram adiados para evitar interrupções no tráfego noturno nas proximidades da praça, um importante terminal ponto de baldeação do metrô berlinense.

Um perímetro de segurança de 300 metros havia sido estabelecido. Descoberta perto das obras de um centro comercial, a bomba havia sido lançada durante o conflito por um bombardeiro americano, e seu detonador permaneceu intacto por décadas.

O tráfego de várias linhas de trens na zona foi suspenso para a operação.

A Alemanha tem grande experiência neste tipo de operação, uma vez que a descoberta de bombas da Segunda Guerra Mundial é relativamente frequente. A maior evacuação do tipo desde 1945 ocorreu em setembro de 2017, em Frankfurt, onde foi encontrada uma enorme bomba britânica com uma carga explosiva de 1,4 tonelada. Cerca de 60 mil habitantes tiveram que deixar suas casas.

Mais de 70 anos após o conflito mundial, estima-se que milhares de explosivos continuem escondidos em solo alemão. Todos os anos, peritos desarmam cerca de 5 mil bombas e outras munições.

Em agosto de 2017, o aeroporto de Tegel, em Berlim, teve que ser fechado temporariamente para a remoção de uma bomba de cem quilos. Em julho do mesmo ano, uma prisão em Regensburg foi evacuada até que uma bomba encontrada em uma área próxima fosse removida. Em setembro, 60 mil pessoas foram evacuadas em Frankfurt por causa de outra antiga bomba.

Também não é incomum que frequentadores das praias no norte do país encontrem fragmentos de antigas bombas de fósforo, que podem ser confundidas com pedras de âmbar, uma resina fóssil usada na fabricação de joias.

JPS/afp/ots

JPS/afp/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais