Bolt perde tripla tríplice coroa por doping de colega | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 25.01.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Bolt perde tripla tríplice coroa por doping de colega

COI desqualifica Nesta Carter por doping, e Jamaica perde o ouro conquistado no revezamento 4x100m nos Jogos de Pequim. Velocista foi flagrado durante novas análises de centenas de amostras. Brasil herda o bronze.

Assistir ao vídeo 01:00
Ao vivo agora
01:00 min

Bolt perde ouro por doping de colega

O velocista jamaicano Usain Bolt perdeu uma de suas nove medalhas de ouro olímpicas. O Comitê Olímpico Internacional (COI) anulou, nesta quarta-feira (25/01), a vitória da Jamaica no revezamento 4x100m nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, porque o parceiro de revezamento Nesta Carter foi desqualificado por doping. O ouro ficará com Trinidad e Tobago, enquanto a prata será herdada pela equipe japonesa. O bronze ficará com o Brasil.

Carter competiu nas eliminatórias e na final, em que a Jamaica garantiu a medalha de ouro com o tempo de 37s10, recorde mundial que vigorou por três anos até a própria equipe do país estabelecer nova marca, no Campeonato Mundial, em Daegu, na Coreia do Sul. Além de Carter e Bolt, a equipe jamaicana em Pequim tinha os velocistas Asafa Powell e Michael Frater.

Carter foi flagrado durante novas análises de centenas de amostras colhidas durante os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e de Londres, em 2012, de acordo com parâmetros estabelecidos em processo aberto em agosto de 2015. Carter foi testado positivo para a substância proibida Dimetilamilamina, que já foi usada em descongestionantes nasais, mas agora é encontrada com maior frequência como ingrediente de suplementos dietéticos.

Consequentemente, a Comissão Disciplinar do COI decretou a desqualificação do jamaicano, que terá que devolver a medalha, o pin e o diploma conquistados na China. As entregas dos prêmios simbólicos pelo resultado também terão que ser feitas pelos companheiros de Carter.

Com a perda da medalha de ouro do revezamento, Bolt oficialmente deixou de ostentar a tripla tríplice coroa do atletismo olímpico – feito alcançado com as conquistas nas três principais provas do atletismo (100m, 200m e 4x100m) em três edições seguidas de Jogos Olímpicos (2008, 2012 e 2016). 

No Rio de Janeiro, após vencer as provas de 100 e 200 metros rasos, além de levar a melhor no revezamento 4x100, Bolt tinha igualado o desempenho de duas lendas do atletismo, ao igualar os nove ouros do finlandês Paavo Nurmi e do americano Carl Lewis.

Com a decisão anunciada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), o Brasil herdará a medalha de bronze. A equipe brasileira terminou em quarto lugar a final dos 4x100m rasos de Pequim. Os novos medalhistas do Brasil seriam Vicente de Lima, prata na prova em 2002, em Sydney, Bruno Lins, Sandro Viana e José Carlos Moreira.

Com isso o Brasil soma 17 medalhas nos Jogos Olímpicos de 2008 (três de ouro, quatro de prata e dez de bronze), mas segue na 22ª posição no quadro de medalhas de Pequim.

PV/efe/afp

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados