Bienais e muita arte brasileira: confira os melhores momentos do Camarote.21 | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 02.01.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Bienais e muita arte brasileira: confira os melhores momentos do Camarote.21

Em 2017, a arte - e o Camarote - cruzaram fronteiras. A nossa equipe percorreu a Europa, e não só ela, pra levar até você os destaques da agenda internacional. Um ano marcado por eventos de porte mundial e uma balanço super positivo para a cultura brasileira.

Assistir ao vídeo 04:36
Ao vivo agora
04:36 min

O Camarote.21 comecou o ano "entrando em uma fria"! A nossa equipe acompanhou a primeira Bienal Antártica da história, uma aventura que levou artistas e cientistas do mundo todo ao continente gelado. De performances no gelo a experimentos, a Bienal Antártica buscou explorar visões de futuro para o uso de espaços comuns. 

E se é para falar de Bienais não podemos esquecer da Bienal de Arte de Veneza - que em 2017 concedeu menção honrosa ao pavilhão brasileiro. Um feito conquistado pela instalação "Chão de caça" da artista mineira Cinthia Marcelle. Em “Chão de caça“ um piso de grades inclinadas gera a sensação de confinamento. Entre as barras, pedras coletadas dos jardins da mostra italiana.

2017 foi o ano dos grandes eventos internacionais. Além das opções bienais, o mundo da arte também foi presenteado com uma DOCUMENTA. A mostra de arte contemporânea, que ocorre a cada 5 anos, chegou à sua décima-quarta edicao. E desta vez, com duas cidades-sede: além da tradicional Kassel, na Alemanha, o evento foi realizado também em Atenas. Em foco, a crise migratória e a questão dos refugiados.
 
Este ano você também acompanhou uma edição especial do Camarote.21 sobre fotografia. Uma singela homenagem aos 70 anos da Magnum, a célebre agência fotográfica fundada por Henri Cartier-Bresson. De cliques históricos a novas tendências e tecnologias: uma incursão pelo universo da imagem e da representação.  

Aliás, incursões e viagens não faltaram por aqui. O Camarote.21 embarcou um em roteiro pelas atrações europeias que são verdadeiros símbolos nacionais: da Torre Eiffel, de Paris, passando pela Praça Vermelha, em Moscou, ao Atomium, de Bruxelas. Nós revelamos as curiosidades históricas e arquitetônicas que fazem dessas construções muito mais do que pontos turísticos.

O Camarote também acompanhou a arte brasileira pelos palcos europeus. Marcos Valle, Moreno Veloso, Marcelo D2, assim como a expansão internacional de movimentos culturais genuinamente brasileiros.