Bélgica divulga novas imagens de suspeito de atentado | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bélgica divulga novas imagens de suspeito de atentado

Vídeo reconstrói rota de fuga de homem que acompanhou suicidas do aeroporto de Bruxelas. Suspeito caminhou do local até o centro da capital belga. Investigadores apelam à população por mais informações.

Imagens mostram rota de fuga de supeito de atentado em Bruxelas

Imagens mostram rota de fuga de supeito de atentado em Bruxelas

Promotores belgas divulgaram nesta quinta-feira (07/04) novas imagens de um dos suspeitos de participar do atentado no aeroporto internacional de Bruxelas, no último dia 22 de março, e pediram ajuda à população para encontrá-lo. O vídeo mostra a rota de fuga do suspeito que acompanhou os dois homens-bomba que se explodiram no local.

O suspeito saiu do aeroporto, vestindo um casaco claro e usando um chapéu, junto com passageiros após a primeira explosão. As imagens divulgadas revelam que o homem seguiu para a cidade de Zaventem, próxima ao aeroporto, a pé.

Assistir ao vídeo 02:38
Ao vivo agora
02:38 min

A juventude belga e o extremismo

De lá, pela rua principal, ele caminhou até o centro de Bruxelas. No meio do percurso, ele abandonou o casaco e, em um dos pontos, parece estar falando ao telefone. A última imagem do suspeito foi registrada às 9h50, no distrito de Schaerbeek.

"Estamos especialmente interessados no casaco", disse o procurador Eric Van Der Sypt, que apelou à população por mais informações. O procurador pediu para quem possa ter filmado ou fotografado o suspeito entrar em contato com a polícia. Os investigadores procuram também o casaco que foi abandonado.

Na semana passada, a polícia pediu que residentes e proprietários de estabelecimentos comerciais que possuem câmeras externas não apagassem as imagens registradas após o dia 15 de março.

Os atentados no aeroporto e numa estação de metrô em Bruxelas, ocorrido pouco depois, mataram 35 pessoas. A autoria dos ataques foi reivindicada pelo grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI).

CN/rtr/afp/ap

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados