Azerbaijão e Armênia acertam cessar-fogo | Notícias internacionais e análises | DW | 10.10.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Azerbaijão e Armênia acertam cessar-fogo

Governo da Rússia mediou negociações. Conflito na região de Nagorno-Karabakh deixou centenas de mortos.

Moskau Treffen Außenminister Armenien Aserbaidschan (Russian Foreign Ministry/AP Photo/picture-alliance)

Lavrov e representates do Azerbaijão e Armênia

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, anunciou que a Armênia e o Azerbaijão acertaram um cessar-fogo na região de Nagorno-Karabakh a partir deste sábado (10/10), após uma longa negociação entre representantes dos dois países em Moscou.

"Um cessar-fogo foi anunciado a partir das 12h de 10 de outubro de 2020, com fins humanitários", disse Lavrov, ao ler um comunicado ao fim de 11 horas de negociações na capital russa.

A porta-voz do Ministérios das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zajarova, confirmou que o cessar-fogo começará ao meio-dia de sábado.

	Karte Armenien Aserbaidschan Berg-Karabach PT

Lavrov garantiu que o cessar-fogo "permitirá a troca de prisioneiros de guerra, de outras pessoas e os corpos dos mortos seguindo os critérios do Comitê da Cruz Vermelha Internacional (CICR)".

Azerbaijão e Armênia também se comprometeram a realizar "negociações substanciais para buscar rapidamente uma solução pacífica" para o conflito sob a égide dos co-presidentes do grupo de Minsk da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, informou o ministro das Relações Exteriores russo ao ler o comunicado.

Os "parâmetros específicos" da implementação do cessar-fogo serão acordados posteriormente, explicou o comunicado.

Desde 27 de setembro, separatistas armênios da autoproclamada república de Nagorno-Karabakh, apoiada pela Armênia, enfrentam as forças do Azerbaijão nesta região montanhosa reivindicada por ambos os países.

Localizadas no Cáucaso, Armênia e Azerbaijão são duas ex-repúblicas soviéticas. A Rússia mantém uma aliança militar com os armênios, mas atualmente mantém boas relações com o governo azeri e não tem interesse numa escalada no conflito na região. Já o Azerbaijão é apoiado pela Turquia.

O balanço oficial de vítimas desta sexta-feira aumentou para mais de 400 mortos, incluindo 22 civis armênios e 31 azeris, embora o número real de vítimas possa ser muito maior, já que ambos os lados afirmam ter eliminado milhares de soldados inimigos.

JPS/afp/ots

Leia mais