Avião se parte em dois ao pousar na Índia | Notícias internacionais e análises | DW | 07.08.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Avião se parte em dois ao pousar na Índia

Chovia forte no momento do pouso da aeronave da Air India Express no aeroporto de Kozhikode. Acidente deixou ao menos 17 mortos e 122 feridos.

Avião da Air India Express que se partiu ao pousar no aeroporto de Kozhikode

Avião teria derrapado na pista

Um avião da Air India Express com 191 pessoas a bordo saiu da pista nesta sexta-feira (07/08) ao aterrissar no aeroporto de Kozhikode em meio a uma forte chuva, e se partiu em dois. O acidente deixou ao menos 17 mortos e 122 feridos.

Segundo a polícia, ao menos 15 feridos estão em estado grave. Entre os mortos está um dos pilotos. Praticamente todos os passageiros sofreram ferimentos.

O porta-voz do Ministério da Aviação Civil indiano, Rajiv Jain, disse que não foi relatado fogo no Boeing 737 depois do acidente. A informação foi confirmada pela Air India Express.

Avião da Air India Express que se partiu ao pousar no aeroporto de Kozhikode

Chovia no momento da tragédia

Imagens publicadas por S. N. Pradhan, diretor-geral da Força Nacional de Resposta à Desastres do país, publicou nas redes sociais imagens da aeronave acidentada e partida em duas, com diversos caminhões de equipes de resgate ao redor.

O voo AI1344 partiu de Dubai com destino a Kozhikode e trazia repatriados para o país. 

As causas do acidente são desconhecidas. Uma emissora de televisão local, no entanto, citou um problema no trem de pouso. Segundo autoridades, a pista fica no topo de um colina num local de difícil pouso. A chuva teria ainda reduzido a visibilidade dos pilotos. O avião teria derrapado na pista e caído no vale.

Avião da Air India Express que se partiu ao pousar no aeroporto de Kozhikode

Quase todos os passageiros ficaram feridos

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, enviou suas condolências às famílias das vítimas. "Meus pensamentos estão com aqueles que perderam seus entes queridos. Que os feridos se recuperem rápido", escreveu em sua conta no Twitter.

A Air India Express é uma subsidiária da Air India. O pior desastre aéreo do país ocorreu em 12 de novembro de 1996, quando um voo da Saudi Arabian Airlines colidiu no ar com um avião da Kazakhastan Airlines perto de Charki Dadri, matando todas as 349 pessoas que estão a bordo das duas aeronaves.

CN/efe/lusa/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Facebook Messenger | Twitter
YouTube | App | Instagram | Newsletter