Atuação do STF é reprovada por 39% dos brasileiros | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 29.12.2019

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

Atuação do STF é reprovada por 39% dos brasileiros

Segundo Datafolha, que mediu pela primeira vez a percepção da população sobre o Supremo, apenas 19% aprovam desempenho. Taxa de reprovação é similar à de Bolsonaro, mas inferior à do Congresso.

Brasilien Oberstes Bundesgericht

Em 2019, STF tomou decisões ruidosas como o fim da prisão em 2° instância

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (29/12) aponta que 39% dos brasileiros avaliam a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) como ruim ou péssima.

Apenas 19% dos entrevistados consideram o desempenho do Supremo como ótimo ou bom. Outros 38% avaliam o trabalho do tribunal como regular e 4% não opinaram.

Essa é a primeira vez que o Datafolha realiza uma pesquisa de avaliação do STF na mesma escala da dos outros Poderes – Executivo e Legislativo. Dessa forma, não é possível medir se a percepção da atividade do tribunal piorou ou melhorou.

Em 2019, o tribunal esteve nos holofotes ao voltar a barrar a execução de pena após segunda instância e por paralisar investigações baseadas no compartilhamento de dados sigilosos.

As duas decisões tiveram impacto no mundo político. A primeira impôs uma derrota à Lava Jato e beneficiou o ex-presidente Lula. A segunda, que foi posteriormente revertida, beneficiou temporariamente o senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente, que é investigado por suspeita de liderar um esquema de "rachadinha” quando era deputado estadual.

A taxa de reprovação de 39% do STF é similar à do presidente Jair Bolsonaro observada pelo Datafolha em 8 de dezembro. Nessa pesquisa, 36% dos brasileiros avaliaram a gestão do presidente como ruim e péssima. Por outro lado, o percentual daquele que avaliam como bom ou ótimo foi mais alto: 30%.

Tanto o STF quanto o presidente ficaram à frente do Congresso, que foi o Poder mais mal avaliado: 45% dos entrevistados avaliaram como péssimo ou ruim o desempenho dos parlamentares em pesquisa divulgada no dia 18 de dezembro. Só 14% aprovaram.

A pesquisa sobre o desempenho do STF ouviu 2.948 pessoas nos dias 5 e 6 de dezembro em 176 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter