Atentados suicidas deixam mortos na Nigéria | Notícias internacionais e análises | DW | 16.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atentados suicidas deixam mortos na Nigéria

Ao menos 14 pessoas morreram e 29 ficaram feridas após a explosão de quatro bombas no nordeste do país. Esse é um dos maiores ataques do Boko Haram nos últimos anos.

Extremistas do Boko Haram

Extremistas do Boko Haram assumiram autoria de ataques suicidas

Uma série de atentados a bomba deixou nesta quarta-feira (15/11) ao menos 14 mortos e 29 feridos na Nigéria. O grupo extremista Boko Haram reivindicou o ataque, que ocorreu em um subúrbio de Maiduguri, a principal cidade no nordeste nigeriano.

Segundo o porta-voz da polícia, Victor Isukwu, dois homens e duas mulheres suicidas detonaram as bombas em regiões bastante movimentadas de Muna Gari. A primeira explosão ocorreu no pátio de orações da mesquita local. Outras três explosões se sucederam na mesma área.

Esse foi o maior ataque terrorista do Boko Haram dos últimos anos. O grupo extremista deseja impor um estado islâmico no norte da Nigéria, país dividido entre as religiões cristã e muçulmana.

Os ataques terroristas aumentaram nos últimos meses no nordeste do país, apesar da perseguição a combatentes do grupo pelas forças de segurança nigeriana. Os jihadistas já foram expulsos de vários territórios, mas continuam sendo uma ameaça na Nigéria e em países da sua fronteira nordeste.

Desde o início da ofensiva do Boko Haram, em 2009, mais de 20 mil pessoas morreram e cerca de 1,9 milhão tiveram que deixar as suas casas, segundo as Nações Unidas.

CN/ap/lusa/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais