Asilo na Bélgica tem 27 mortes por covid após festa de Natal | Notícias internacionais e análises | DW | 01.01.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Pandemia

Asilo na Bélgica tem 27 mortes por covid após festa de Natal

Evento em lar de idosos gera surto de coronavírus com mais de 80 infecções e dezenas de mortes. Suspeita é que ator infectado, fantasiado para distribuir presentes, tenha iniciado contaminações.

O asilo de idosos em Mol onde ocorreu o surto de coronavírus

O asilo de idosos em Mol onde ocorreu o surto de coronavírus

Pelo menos 27 residentes de um asilo na Bélgica morreram de covid-19 nas últimas semanas, num surto da doença que está sendo associado a uma festa de fim de ano no local.

As mortes no asilo Hemelrijck, em Mol, perto de Antuérpia, levaram a prefeitura local a criticar os organizadores do evento no início de dezembro como "completamente irresponsáveis".

A causa exata do surto não pôde ser determinada, mas a suspeita é que um voluntário vestido de São Nicolau e infectado por covid-19 tenha sido o disseminador do vírus no local.

A figura de barba branca, vestida de vermelho, de São Nicolau (ou Sinterklaas), se assemelha ao Papai Noel e leva presentes e chocolates na Bélgica e em vários outros países da Europa a cada 6 de dezembro. É uma data importante no período de festas natalinas. 

Poucos dias após a festa, os residentes do asilo começaram a apresentar sintomas de coronavírus. Vinte e sete morreram desde então. Ao todo, 88 pessoas, incluindo mais de 40 funcionários, testaram positivo para a doença.

A última morte foi confirmada no dia 31 de dezembro. O surto, segundo as autoridades, está controlado.

A Bélgica, país de 11,5 milhões de habitantes, tem uma das maiores taxas per capita de mortes por coronavírus da Europa, com mais de 19 mil óbitos até agora, muitos deles em lares de idosos.

O município de Mol disse que a festa teria sido barrada se as autoridades locais tivessem sabido de sua realização.

A cidade havia inicialmente informado que o voluntário fantasiado de São Nicolau, um ator, só havia circulado em "áreas comuns" do asilo.

"Ele sempre manteve uma distância dos moradores, não ficou em nenhum lugar por mais tempo do que alguns minutos e usava uma máscara. Os residentes também usavam máscaras", disse inicialmente a prefeitura.

Mas fotos do evento revelaram depois que a maioria dos moradores não havia usado máscara durante a festa.

RPR/ap/afp