Antonio Tajani é eleito presidente do Parlamento Europeu | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 17.01.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

União Europeia

Antonio Tajani é eleito presidente do Parlamento Europeu

Conservador italiano assume cargo que era ocupado pelo alemão socialista Martin Schulz. Escolha do novo presidente é decidida apenas na quarta e última rodada de votação.

Antonio Tajani comemora eleição

Antonio Tajani comemora eleição

Depois de uma série de votações que duraram o dia todo, o italiano Antonio Tajani, candidato da bancada Partido Popular Europeu (PPE), de centro-direita, foi eleito nesta terça-feira (17/01) presidente do Parlamento Europeu. Pela primeira vez em 34 anos, os parlamentares votaram quatro vezes para escolher o novo líder.

Na quarta e última rodada de votação, o conservador italiano conquistou 351 votos contra 282 do seu compatriota socialista Gianni Pittella.  A vitória de Tajani, de 63 anos, antigo vice-presidente de José Manuel Durão Barroso na Comissão Europeia, foi anunciada pelo atual presidente do Parlamento, o socialista alemão Martin Schulz, que deixa o cargo que ocupou ao longo dos últimos cinco anos, para voltar à política alemã. 

Há 34 anos, desde a escolha do socialista holandês Pieter Dankert, a votação para presidente do Parlamento Europeu não ia para a última rodada. A série de votos foi necessária porque Tajani venceu as três primeiras rodadas sem a maioria absoluta.

Um dos fundadores do partido Forza Italia, de Silvio Berlusconi, de quem foi porta-voz no primeiro governo (1994-1995), Tajani foi comissário europeu durante os dois mandatos de Durão Barroso, primeiro como comissário dos Transportes (2008-2010) e depois como responsável pela Industria (2010-2014), tendo em ambos os casos sido vice-presidente, cargo que ocupava igualmente no Parlamento Europeu desde 2014.

Com a vitória de Tajani, os cristãos-democratas passam a ter a presidência das principais instituições da União Europeia. Tanto o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, quanto o do Conselho Europeu, Donald Tusk, são membros da PPE. Tajani presidirá o Parlamento nos próximos dois anos e meio.

"Parabenizo Tajani e estou ansioso com a cooperação. Uma União Europeia unidade e forte precisa de um Parlamento eficaz e construtivo", disse Tusk, após o resultado.

CN/lusa/ap/afp

Leia mais