Antissemitismo ganha força em protestos negacionistas na Alemanha | Assista aos vídeos selecionados pela equipe da DW Brasil | DW | 01.12.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Destaques em Vídeo

Antissemitismo ganha força em protestos negacionistas na Alemanha

[Vídeo] “Comparar medidas anticoronavírus com a perseguição aos judeus é zombar das vítimas reais e relativizar o Holocausto.” Felix Klein, comissário do governo alemão para o combate ao antissemitismo, critica o movimento negacionista no país.

Assistir ao vídeo 01:27

Os protestos reúnem vários tipos de grupos como conta Felix Klein, comissário do governo alemão para o combate ao antissemitismo: "O espectro inclui adeptos do esoterismo, terapeutas naturais e pacifistas, até os chamados “cidadãos do Reich” e extremistas de direita, que usam esses protestos como plataforma de mobilização."

Um terço dos alemães acredita em poderes secretos, diz um novo estudo. Algo perigoso, segundo o vice-presidente do Partido Social-Democrata, Kevin Kühnert: "Com um terço de aprovação, chegamos há muito tempo ao ponto em que pessoas realmente radicais e potencialmente violentas podem ter a impressão de que representam a maioria da sociedade, e se sentirem capazes de usar armas. Por isso, é perigoso."

Recente onda de ataques na Alemanha mostra que teorias da conspiração podem se tornar um perigo real.