Analistas veem impacto negativo de Trump na economia | Notícias internacionais e análises | DW | 07.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Analistas veem impacto negativo de Trump na economia

Pesquisa com quase mil economistas em mais de 120 países aponta como negativa a influência do atual governo americano no cenário econômico global e em temas como a paz e cooperação internacional.

Quase três em cada quatro entrevistados avaliaram como negativo o impacto do atual governo americano na economia

Quase três em cada quatro entrevistados avaliaram como negativo o impacto do atual governo americano na economia

Analistas econômicos de diferentes partes do mundo veem o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como uma influência negativa na economia global, segundo estudo divulgado nesta terça-feira (07/11) pelo instituto de pesquisas econômicas Ifo, com sede em Munique.

O governo Trump, que tomou posse em janeiro deste ano, recebeu avaliações negativas também em relação à cooperação em organizações multilaterais, nos esforços para a paz mundial e pelo posicionamento atual dos EUA em defesa de seus interesses no comércio internacional.

A pesquisa envolveu 929 especialistas de 129 países, dos quais 73,9% – quase três em cada quatro entrevistados – avaliaram como negativo o impacto do atual governo americano. As piores avaliações vieram de economistas no Canadá e no México, vizinhos aos EUA, e na Irlanda.

O impacto negativo na economia americana foi apontado por 57,6% dos entrevistados. As piores avaliações foram, em particular, nas áreas de justiça social e proteção do clima, enquanto 73,5% – 62,1% nos EUA – avaliaram que as camadas mais pobres em todo o mundo poderão perder a maioria das medidas de proteção anunciadas ou planejadas recentemente.

Os economistas americanos foram os que avaliaram de modo mais positivo o governo Trump, com apenas 38% observando impactos negativos na economia doméstica, ainda que considerem que as políticas internas de Washington sejam prejudiciais ou ineficientes.

Eles também se demonstraram favoráveis à política empregatícia no país, com 84% de avaliações positivas contra apenas 8% de negativas. Outros fatores apontados como positivos pelos americanos foram o ambiente de negócios nos EUA (51,8% de avaliações positivas contra 11,1% negativas) e a redução da burocracia (68% positivas contra 8% negativas).

RC/dpa/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais