Alemanices: Faça você mesmo | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 17.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanices: Faça você mesmo

Reformar a casa, montar os próprios móveis e fazer consertos é comum para os alemães. Além de economizar nos custos, tendência reflete desejo de criar algo único e promover a criatividade coletiva.

default

Na Alemanha, é comum reformar a própria casa

Montar os próprios móveis, costurar ou consertar o que iria para o lixo refletem a tendência alemã do "faça você mesmo".

Mais do que economizar dinheiro, já que qualquer serviço de reparo ou de montagem é supercaro na Alemanha, a inspiração é criar algo único e dar novo significado ao que estava velho.

Leia mais: Peculiaridades das casas alemãs

É também uma forma de criatividade coletiva. Mais do que o trabalho em si, a atividade também se resume a criar conexões sociais, aprender novas habilidades e ficar satisfeito com o resultado do trabalho. É uma forma de lazer e distração.

Inspirado no movimento "Do it yourself", dos Estados Unidos, o "selbermachen" ("faça você mesmo, em alemão) ganha força na Alemanha desde a década de 1960. O upcycling, "reciclar para melhor", também tem muitos adeptos. Transformar resíduos ou materiais descartáveis em novos produtos de qualidade e com maior valor é uma tendência constante.

De acordo com a Associação Comercial de Trabalhos Caseiros, Construção e Jardins (BHB), um quinto dos alemães já reformou algum objeto antigo que não tinha mais utilidade. 

Enviar algo para o conserto ou pagar mão de obra especializada na Alemanha fica muito caro. Há, por exemplo, inúmeras oficinas abertas em que voluntários ensinam quem estiver interessado em consertar sozinho sua bicicleta.

Raramente, se contrata uma empresa para fazer mudanças. As pessoas costumam fazer várias viagens de carro, alugar uma van ou contar com a ajuda de amigos ou da família.

As lojas de varejo de material de construção (baumärkte) são enormes, com grande variedade, e têm itens para cada detalhe da estrutura da casa, além de objetos decorativos. Todos os equipamentos e materiais de construção civil são adaptados ao consumidor comum, em tamanhos e quantidades menores.

A loja de departamentos sueca Ikea é especializada na venda de móveis de baixo custo e fáceis de montar, e é febre entre consumidores europeus. As peças vêm em caixas compactas com um manual de montagem.

Na coluna Alemanices, publicada às sextas-feiras, Karina Gomes escreve crônicas sobre os hábitos alemães, com os quais ainda tenta se acostumar. A repórter da DW Brasil e DW África tem prêmios jornalísticos na área de sustentabilidade e é mestre em Direitos Humanos.

Leia mais