Alemanha vai investir 86,2 bilhões de euros na malha ferroviária | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 26.07.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Alemanha vai investir 86,2 bilhões de euros na malha ferroviária

Pacote de investimentos ao longo de dez anos prevê a modernização da rede e reforma de milhares de pontes. País quer dobrar número de usuários de trens até 2030.

Trem de alta velocidade ICE

O acordo prevê a reforma de cerca de 2 mil pontes ferroviárias, além de dobrar o número de maquinistas

A Alemanha anunciou nesta sexta-feira (26/07) o investimento de 86,2 bilhões de euros (cerca de 359,7 bilhões de reais) para reformar a malha ferroviária do país. O valor será investindo ao longo dos próximos dez anos. A maior parte saíra dos cofres do governo federal, que arcará com 62 bilhões de euros. A Deutsche Bahn (DB), a empresa que opera o serviço ferroviário, deve investir 24,2 bilhões de euros.

Segundo o ministro alemão dos Transportes, Andreas Scheuer, esse é o maior programa de modernização ferroviária da história da Alemanha e será a base para a proteção climática ativa no transporte. "Vamos substituir instalações obsoletas, garantir a acessibilidade, melhoraremos o gerenciamento de construção e as condições das pontes ferroviárias", acrescentou Scheuer.

O acordo prevê a reforma de cerca de 2 mil pontes ferroviárias, além de dobrar o número de maquinistas e passageiros até 2030. O projeto incluiu a modernização da atual rede, mas não estabelece a construção de novos trechos. Os cerca de 33 mil quilômetros da malha ferroviária alemã estão deteriorados devido ao excesso de uso e muitas pontes estão em péssimo estado.

Com o acordo, o atual plano quinquenal de investimento, orçado em cerca de 5,6 bilhões por ano, será substituído pelo novo projeto. O total de 86,2 bilhões de euros para a próxima década representa um aumento de 54% nos investimentos em relação ao orçamento em vigor.

Apesar da reputação de pontualidade e precisão da Alemanha, os trens da Deutsche Bahn têm sido afetados por atrasos e cancelamentos nos últimos anos. A empresa define como pontual todos os trens que chegam até seis minutos depois do horário previsto. Mesmo como esse cálculo, no primeiro semestre de 2019, cerca de um quinto dos trens chegaram atrasados ao seu destino.

Para o presidente da Rede de Malhas Ferroviárias Europeias, Peter Westenberger, o amplo projeto possibilita um planejamento seguro. "Tornará toda construção mais barata e é o sinal correto para enviar num momento em que a economia ameaça desacelerar", destacou.

A Deutsche Bahn é uma sociedade anônima privada, com o governo alemão sendo seu único acionista.

CN/dpa/afp

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados