Alemanha inaugura ″hospital virtual″ devido à pandemia de coronavírus | Notícias internacionais e análises | DW | 31.03.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Alemanha inaugura "hospital virtual" devido à pandemia de coronavírus

Plataforma online poderá ser consultada por cerca de 200 clínicas do estado da Renânia do Norte-Vestfália, o mais populoso do país. Uso poderá evitar transporte de pacientes e melhorar aplicação de recursos.

Médica fala com homem pelo computador

Clínica de Aachen deverá repassar experiência com covid-19 em Heinsberg, uma das cidades mais afetadas pela pandemia

Para apoiar hospitais e clínicas menores na luta contra a disseminação do coronavírus Sars-Cov-2, o estado alemão da Renânia do Norte-Vestfália lançou nesta segunda-feira (30/03) um chamado "hospital virtual", uma plataforma pela qual hospitais de toda a região podem consultar especialistas das clínicas universitárias de Aachen e Münster por videoconferência. 

O lançamento da plataforma estava previsto para começar com uma fase de testes nos próximos meses, mas foi antecipado devido à pandemia. As áreas de medicina intensiva e infectologia deverão oferecer aconselhamento a partir do próximo domingo.

"O apoio será especialmente para hospitais menores que requerem aconselhamento no tratamento de pacientes que precisam respirar artificialmente", disse o secretário estadual da Saúde, Karl-Josef Laumann. 

Ele explicou que, com o uso da plataforma pelo pessoal de saúde, será possível evitar o transporte de pacientes e fazer melhor uso dos recursos locais. Além disso, hospitais com falta de conhecimento especializado podem fazer consultas digitais junto a centros médicos de última geração na região.

Assistir ao vídeo 05:08

Por que a taxa de mortalidade por covid-19 é baixa na Alemanha?

Cerca de 200 hospitais poderão se beneficiar do hospital virtual. A clínica universitária de Aachen deverá repassar, virtualmente, a experiência no tratamento de pacientes da covid-19, doença respiratória causada pelo coronavírus, na região da cidade de Heinsberg, a mais afetada pela pandemia quando a disseminação começou na Alemanha. 

Com quase 18 milhões de habitantes, o estado da Renânia do Norte-Vestfália é o mais populoso do país e já chegou a concentrar o maior número de casos de infecções por coronavírus na Alemanha. De acordo com o Instituto Robert Koch (RKI) de controle e prevenção de doenças, o estado tem 13.225 infecções e 117 mortes – a última atualização foi feita nesta terça-feira. A Baviera é o estado mais afetado, com 14.810 casos e 162 mortes.

A Alemanha, segundo o RKI, totaliza quase 62 mil casos e 583 mortes relacionadas ao coronavírus. A Universidade Johns Hopkins, referência na contabilização de infecções, mostra pouco mais de 67 mil casos confirmados na Alemanha e 651 mortes, além de mais de 15.800 pacientes recuperados.

RK/kna/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais