Alemanha é potência global mais bem avaliada pela 3ª vez | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 27.07.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Alemanha é potência global mais bem avaliada pela 3ª vez

Pesquisa do instituto Gallup foi realizada em 135 países e regiões. Alemanha manteve sua imagem positiva em 2019, pelo terceiro ano consecutivo. EUA, China e Rússia ocupam as posições seguintes.

Homem lê um livro na frente do Bundestag (Parlamento alemão), em Berlim

Homem lê um livro na frente do Bundestag (Parlamento alemão), em Berlim

A Alemanha manteve sua posição de potência global favorita pelo terceiro ano consecutivo em 2019, enquanto os Estados Unidos permaneceram bem abaixo dos índices registrados durante a administração de Barack Obama, apontou uma sondagem sobre liderança global divulgada nesta segunda-feira (27/07) pelo instituto de pesquisa Gallup.

A Alemanha, que obteve um índice de aprovação global de 44%, superou na pesquisa os EUA (33%), a China (32%) e a Rússia (30%). Como a sondagem foi realizada antes da pandemia do novo coronavírus, a classificação americana pode cair ainda mais, à medida que o mundo assiste ao fracasso de Washington no enfrentamento do surto de covid-19.

A desaprovação a Donald Trump é maior na Europa (61%), enquanto sua maior aprovação é observada na África (52%). Por sua vez, Angela Merkel registrou sua maior aprovação também no continente europeu (56%) e a maior desaprovação nas Américas (25%).

Durante a administração anterior, de Barack Obama, de 2009 a 2017, os EUA mantiveram o status de país mais respeitado do mundo, exceto em 2011, quando ficaram atrás da Alemanha. Quando Donald Trump assumiu a presidência em 2017, no entanto, os índices de aprovação do país apresentaram queda brusca, caindo 18 pontos percentuais, até a baixa histórica de 30%.

O terceiro ano da administração de Trump ofereceu muito mais do mesmo em termos de política externa, com os EUA se afastando ainda mais do multilateralismo, por exemplo, ao se retirarem do Acordo de Paris. E no terceiro ano consecutivo Trump usou seu discurso na Assembleia Geral da ONU para propagar seu slogan "America first", ao afirmar que "o futuro não pertence aos globalistas, mas aos patriotas".

O índice de aprovação dos EUA nos 135 países e regiões pesquisados subiu levemente de 31% (2018) para 33% (2019), mas ainda está um ponto percentual menor dos 34% recebidos pelo ex-presidente George W. Bush em 2008.

Apesar de o instituto Gallup não divulgar outra pesquisa global de aprovação da liderança dos EUA antes das próximas eleições no país, obviamente o próximo líder – seja Trump ou o ex-vice-presidente democrata Joe Biden – terá muito trabalho para restaurar a imagem americana no mundo.

O instituto Gallup entrevistou aproximadamente mil indivíduos acima dos 15 anos de idade em 135 países e regiões, por telefone ou pessoalmente, entre março de 2019 e fevereiro de 2020. A margem de erro da sondagem oscila entre 1,5 e 5,4 pontos percentuais, para mais ou para menos.

FC/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais