A prefeita Dietlind Tiemann, de Brandenburg an der Havel | Entenda a Alemanha, sua diversidade, estrutura e história | DW | 01.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Entenda a Alemanha

A prefeita Dietlind Tiemann, de Brandenburg an der Havel

Administrar uma cidade com mais de 70 mil habitantes é a tarefa de Dietlind Tiemann, prefeita de Brandenburg an der Havel. Hoje aos 54 anos, ela assumiu o cargo há seis anos e já fez mudanças significativas.

default

Na casa da família Tiemann, o café da manhã é o ritual mais importante do dia. Dietlind e o marido Klaus-Peter Tiemann acordam às 6h para preparar tudo. A sala de jantar é clara e cheira a café fresco. A mesa é farta – pão, compota, queijo, salsichas e cereais. É um dos poucos momentos do dia em que o casal pode desfrutar da compania um do outro. Às vezes, também à mesa é preciso tratar de negócios.

Aos 54 anos, a prefeita frequentemente tem obrigações públicas à noite. Quando é possível, seu marido a acompanha. Por isso, durante o café da manhã, os dois conferem seus compromissos.

Sempre pronta para desafios

Gesichter Deutschlands Porträt DiTiP2

O casal forma uma boa equipe

"Ela é muito consequente. Quando tem um objetivo, o persegue até o fim", diz Klaus-Peter sobre a esposa. É perceptível o orgulho que ele sente dela. Ele admira principalmente sua coragem de ousar, de ir além dos seus limites. "Uma vez, ela fez um salto duplo de paraquedas de uma altura de três mil metros", conta Klaus-Peter.

Principalmente na vida profissional, Dietlind mostra muita determinação e persistência. A prefeita relembra que, quando assumiu o cargo de prefeita, a cidade de Brandenburg an der Havel estava em um estado lastimável.

Nos tempos da República Democrática Alemã (RDA), Brandenburg an der Havel era uma cidade industrial com cerca de 100 mil habitantes. Depois da reunificação do país, no entanto, várias empresas sucumbiram à concorrência do ocidente. Elas faliram e foram fechadas. O índice de desemprego aumentou. Por volta de 20 mil pessoas abandonaram a cidade. Por todos os lados, havia sinais de abandono e decadência.

Neste contexto, o objetivo da campanha política de Dietlind parecia pura ilusão: ela queria tornar Brandenburg an der Havel a cidade mais atraente do estado de Brandenburgo. Há seis anos, desde que assumiu o cargo de prefeita, ela luta para concretizar esse sonho.

Uma pessoa pública

Todos os dias, logo depois das 8h, Dietlind chega ao escritório com seu carro vermelho. A cidade toda conhece o veículo esportivo. Muita gente cumprimenta a prefeita no caminho para o trabalho. Desde que assumiu o cargo, não é mais possível separar a vida privada da pública.

"Para os cidadãos de Brandenburg an der Havel, eu sou sempre a prefeita." No começo, as pessoas perguntavam supreendidas quando a viam fazendo compras: "Como você ainda tem tempo para isso?"

Realmente o tempo é precioso para ela. Cada minuto é planejado. Ela sai de uma reunião direto para a próxima. Nos poucos minutos que tem livres, Dietlind conversa com a secretária para colocar os assuntos em dia. As refeições ou são esquecidas ou adiadas – às vezes, almoço só por volta das 18h.

De olho no novo mandato

Gesichter Deutschlands Porträt DiTiP3

A prefeita está sempre concentrada no tema

"Eu nunca espero dos outros mais do que exigo de mim mesma". Esse é um lema da prefeita. Seus colegas de trabalham confirmam essa prática. Dietlind se guia por um progama de dez metas, que ela mesma se impôs quando assumiu o posto público. Ela queria incentivar a educação, a família e o emprego em Brandenburg an der Havel.

Todos os anos, no dia em que assumiu o cargo, ela faz uma avaliação do seu trabalho. O resultado é positivo: o desemprego diminuiu praticamente pela metade, o imposto sobre atividades comerciais e industriais quase quadruplicou e abriram mais lojas no centro da cidade.

Mas a prefeita nem cogita dormir sobre os louros do seu sucesso. Dietlind planeja se candidatar novamente nas próximas eleições.

Autora: Blagorodna Grigorova (aj)
Revisão: Rodrigo Rimon

Leia mais

Links externos

Áudios e vídeos relacionados

Publicidade