A natureza da formação dos terremotos | Programa de ciência, meio ambiente e tecnologia da DW Brasil | DW | 22.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

A natureza da formação dos terremotos

Consequência de diferentes fenômenos naturais paralelos, os abalos podem provocar estragos significativos. Esse e outros assuntos estão entre os destaques do Futurando.

As placas tectônicas que formam a crosta terrestre se movem constantemente e, no momento em que colidem ou se afastam, ocorrem os terremotos. Esses abalos sísmicos podem ter diferentes graus de magnitude, como você vai ver nesta edição do Futurando

Por falar em terremotos, no interior do vulcão Etna, na Itália, a centenas de metros profundidade, a terra treme de uma maneira parecida com os abalos que acontecem na lua. A característica fez cientistas testarem no vulcão italiano um robô que futuramente vai analisar a geografia lunar. Quem está à frente dos testes é o Centro Aeroespacial Alemão, o DLR.

Bem mais distante, em Marte, pousava há 20 anos uma sonda responsável por um capítulo importante na história da pesquisa espacial. Trata-se da sonda Pathfinder, que levou a bordo um robô para mapear a superfície do Planeta Vermelho. Foram 83 dias de análises. Confira neste Futurando mais sobre as viagens à Marte. 

Na Terra mesmo, a existência de uma atmosfera garante proteção contra raios ultravioleta, além de manter as condições ambientais e climáticas necessárias para os seres vivos sobreviverem. E se ela desaparecesse? O que aconteceria? A explicação você confere no programa.

Vamos trazer ainda uma reportagem de uma ideia possivelmente revolucionária. No futuro pode ser que as pistas de pousos e decolagens dos aeroportos sejam construídas em formato circular. O objetivo é diminuir acidentes, aumentar o tráfego aéreo e melhorar a qualidade de vida de quem mora próximo a esses locais.

Sobre a qualidade do ar nas cidades, esta edição mostra também um sistema que usa briófitas para absorver e eliminar partículas de poeira. Esse tipo de vegetação consegue filtrar a poluição. E é capaz de muito mais. É só ficar ligado no Futurando para saber!

O programa

O Futurando traz novidades sobre ciência, meio ambiente e tecnologia e é produzido todas as semanas pela redação brasileira da Deutsche Welle, em Bonn, na Alemanha.

O programa é exibido, no Brasil, pelo Canal Futura às terças-feiras, às 22h30 com reprise às quartas 16h30, quintas, sábados e segundas; pela Rede Minas aos sábados, às 14h30, com reprise às sextas-feiras, às 13h30; pela TV Brasil todos os sábados às 12h, com reprise aos domingos às 15h30; pela TV Cultura aos domingos às 23h30; pela TV Câmara Tupã todos os sábados às 18h, com reprise às terças-feiras, às 19h40 e pela TV Climatempo aos sábados às 9h30, com reprise às terças e aos domingos. Você também pode ver vídeos do programa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O Futurando é transmitido ainda em Moçambique pela Rede Tim, aos sábados, às 14h30.

 

Publicidade
default

DW Brasil no Twitter

Nossos 140 caracteres dizem tudo o que você precisa saber