Índia tem recorde mundial de novos casos de covid-19 | Notícias internacionais e análises | DW | 06.09.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Índia tem recorde mundial de novos casos de covid-19

Governo registra mais de 90 mil novas infecções por coronavírus. Nunca antes tantos contágios foram contabilizados em um país em um dia. Berlim anuncia expansão de apoio a Nova Déli para combate da epidemia.

Mulher faz controle de temperatura em menina em favela de Mumbai

Controle de temperatura em favela de Mumbai

O Ministério da Saúde da Índia anunciou neste domingo (06/09) ter registrado 90.632 novas infecções por coronavírus nas últimas 24 horas. Nunca antes tantos casos de infecção foram contados em um país em um dia.

Existem agora 4,1 milhões de infecções confirmadas na Índia. O país asiático está em terceiro lugar nas estatísticas, atrás dos EUA e do Brasil, mas deve logo superar o Brasil.

Os especialistas acreditam que o número de casos não notificados é muito maior na Índia, já que há relativamente pouca testagem para o vírus. O número de mortes por covid-19 aumentou para 70.626, de acordo com dados da universidade americana Johns Hopkins, em Baltimore nos EUA. Os indianos estão em terceiro lugar em número de óbitos, atrás de EUA (188,5 mil mortes) e Brasil (126 mil).

Em vista do aumento maciço de casos coronavírus na Índia, o governo alemão está expandindo significativamente sua ajuda ao país. Em entrevista aos jornais do grupo de mídia Funke, o ministro alemão do Desenvolvimento, Gerd Müller, destacou que agora o foco deve ser "desacelerar a disseminação".

Para isso, de acordo com Müller, o governo alemão está fornecendo 330 mil kits de testagem de covid-19 e 600 mil equipamentos de proteção para uso médico, no valor total de 15 milhões de euros.

Adicionalmente, o Ministério do Desenvolvimento concede empréstimos de curto prazo no valor de 460 milhões de euros. "Desta forma, estamos ajudando para que alimentos possam ser distribuídos a 800 milhões de pessoas e uma ajuda provisória possa ser fornecida para 320 milhões de pessoas que perderam seus empregos na crise do coronavírus", explicou Müller. Ele falou que esta é uma das maiores ações de apoio ao combate da pandemia de coronavírus em todo o mundo.

MD/afp/rtr/dpa/kna

Leia mais