África do Sul e México empatam na abertura da maior festa do futebol | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 11.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

África do Sul e México empatam na abertura da maior festa do futebol

Com o estádio Soccer City em clima de festa, seleção local marcou o primeiro gol da Copa do Mundo de 2010, mas não conseguiu segurar o resultado. Cerimônia de abertura foi celebração da cultura africana.

default

Jogadores sul-africanos comemoram o primeiro gol

Os quatro anos de espera chegaram ao fim: começou nesta sexta-feira (11/06) a Copa do Mundo FIFA 2010. Na partida de estreia, a anfitriã África do Sul empatou com o México por 1 a 1. O jogo foi realizado no estádio Soccer City, em Johanesburgo, principal palco da competição.

Durante o primeiro tempo, o México foi melhor em campo, com destaque para a atuação de Giovanni dos Santos, que teve as melhores chances de gol. No entanto, a África do Sul conseguiu segurar o 0 a 0 até o intervalo.

Na segunda etapa, a equipe da casa voltou mais organizada e marcou o primeiro gol do Mundial aos 10min. Num rápido contra-ataque, Pienaar lançou Tshabalala, que invadiu a área e bateu de pé esquerdo, no ângulo, e fez um golaço.

O empate mexicano veio só aos 34min, quando Rafael Márquez recebeu livre na área, dominou e bateu com o pé direito na saída do goleiro Khune. A África do Sul teve mais uma boa chance no último minuto, mas o chute de Mphela acertou a trave.

Fußballtrainer WM 2010 Carlos Alberto Parreira Südafrika

Carlos Alberto Parreira está em sua sexta Copa

Com mais este jogo inaugural da Copa, o técnico brasileiro Carlos Alberto Parreira, que comanda a África do Sul, estabeleceu um recorde ao participar de seis Copas como treinador. Antes, ele dirigiu Kuwait (1982), Emirados Árabes Unidos (1990), Arábia Saudita (1998) e Brasil (1994 e 2006).

A partida foi exibida ao vivo para 215 países. A única festa oficial da Fifa na Alemanha foi aberta nesta sexta-feira em Berlim e teve a participação de cerca de mil pessoas. Além da capital alemã, Sydney, Rio de Janeiro, Cidade do México e Paris são palcos desta festa de torcedores.

O telão de 80 metros quadrados junto ao estádio olímpico de Berlim é o maior já instalado na Alemanha. A expectativa é de que a audiência aumente radicalmente no domingo, quando a Alemanha estreia contra a Austrália.

A cerimônia oficial

A cerimônia oficial de abertura foi logo antes da partida, no próprio gramado do Soccer City. A arquitetura do principal estádio da Copa lembra um caldeirão típico da culinária africana, que serve também como uma metáfora para a mistura de culturas da África do Sul.

A apresentação foi uma celebração da cultura africana. Foram tocadas músicas dos seis países do continente presentes na Copa – África do Sul, Nigéria, Gana, Camarões, Costa do Marfim e Argélia. Dançarinos usaram roupas típicas para desenhar um mapa da África sobre o campo. Jatos com bandeiras da África do Sul sobrevoaram o estádio, dando o tom colorido da tarde.

WM Eröffnungsfeier FLASH-Galerie

Dançarinos formam o mapa da África com suas roupas

Centenas de artistas enrolados em lençóis nas cores da bandeira sul-africana formaram nove fitas a partir do centro do gramado, simbolizando pontes para as outras sedes da competição. Painéis mostravam as cores das 32 seleções participantes. Ao todo, se apresentaram 1.500 artistas, de seis a 70 anos de idade. Quem declarou o início oficial da competição foi Jacob Zuma, presidente do país.

O ex-presidente Nelson Mandela, que não pôde comparecer pessoalmente por causa da morte de sua bisneta num acidente de carro, foi ovacionado quando apareceu no telão. "A generosidade do espírito humano pode superar todas as adversidades. Através de compaixão e preocupação, se cria esperança", era a mensagem.

WM Eröffnungsfeier FLASH-Galerie

Mandela foi ovacionado na cerimônia de abertura

Na plateia, havia muitas bandeiras da África do Sul e torcedores vestidos de verde e amarelo, as cores da seleção. O som das vuvuzelas, cornetas de plástico muito populares no país, pôde ser ouvido durante todo o tempo. O ponto negativo foi o trânsito confuso de Johanesburgo, que fez com que muitos torcedores se atrasassem e perdessem o início da cerimônia de abertura.

A festa de quinta-feira

Na véspera, um grande show de música no Estádio Orlando, no distrito de Soweto, também em Johanesburgo, já tinha dado início à festa. Apesar do frio de -10ºC, o evento animou e, em alguns momentos, emocionou as 34 mil pessoas presentes.

Subiram ao palco astros norte-americanos Black Eyed Peas e Alicia Keys, e destaques da música africana, como Angelique Kidjo e Vusi Mahlasela, entre outros nomes internacionais. Mas o grande momento foi quando a colombiana Shakira e o grupo sul-africano Freshlyground interpretaram Waka Waka (This time for Africa), hino oficial da Copa do Mundo de 2010.

TM/dpa/rtr

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais