UE define data para oficializar missão militar em Moçambique | Moçambique | DW | 30.06.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

UE define data para oficializar missão militar em Moçambique

Missão de formação militar da União Europeia em Moçambique será assinada formalmente no dia 12 de julho. Além de Portugal, que já tem uma equipa no terreno, França, Itália e Espanha enviarão militares para a missão.

Mosambik | Palma Cabo Delgado | Kommando Spezialkräfte

Soldados moçambicanos em Cabo Delgado

Embaixadores da União Europeia (UE) deram esta quarta-feira (30.06) luz verde à criação de uma missão militar em Moçambique para ajudar a treinar as suas forças armadas que lutam contra os jihadistas no norte do país, disseram os diplomatas.

Militares portugueses já estão a dar formação às tropas moçambicanas e constituirão cerca de metade da nova missão da UE.  Um diplomata europeu à agência AFP que outros países, incluindo França, Itália, e Espanha, deverão fornecer pessoal para a missão.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros do bloco de 27 nações deverão assinar formalmente a missão numa reunião a 12 de julho. A aprovação da missão de formação da UE vem na medida em que as potências regionais procuram também reforçar o seu apoio à luta de Moçambique para acabar com o terrorismo em Cabo Delgado.

Na semana passada, os 16 países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral aprovaram o destacamento de forças, uma vez que o governo moçambicano disse estar aberto a ter tropas estrangeiras no terreno para combater os jihadistas.

A UE tem várias outras missões de formação em África,incluindo no Mali, República Centro-Africana e Somália.

Assistir ao vídeo 05:02

Violência em Moçambique: A irrelevância do discurso de desenvolvimento?

Áudios e vídeos relacionados