Somália: Atentados deixam 16 mortos em Baidoa | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 13.10.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Somália: Atentados deixam 16 mortos em Baidoa

Os dois ataques-suicida ocorreram este sábado (13.10), tiveram como alvo um restaurante e um hotel e deixaram ainda cerca de 20 pessoas feridas. Os atentados já foram reivindicados pelo grupo extremista Al-Shabab.

Somalia Mehrere Tote bei Anschlag mit zwei Fahrzeugbomben in Mogadischu

Foto ilustrativa

Pelo menos 16 pessoas morreram, este sábado (13.10),  em dois atentados suicidas em Baidoa, no sudoeste da Somália. Segundo informações avançadas pela autoridades, os dois ataques tiveram como alvo um restaurante e um hotel.

"O número de mortos confirmados nas duas explosões é de 16 e cerca de 20 outras pessoas ficaram feridas, algumas gravemente. Nove pessoas morreram na segunda explosão e sete na primeira", disse Abudulahi Mohamed, um responsável da polícia de Baidoa.

Baidoa é um importante centro económico a cerca de 250 quilómetros a oeste da capital da Somália, Mogadíscio, e aproximadamente à mesma distância a leste da fronteira com a Etiópia.

Os atentados já foram reivindicados pelo grupo extremista Al-Shabab.

Estas duas explosões ocorrem um dia antes do primeiro aniversário do ataque mais mortífero da história da Somália: um camião-bomba que matou mais de 500 pessoas em Mogadíscio.

Leia mais