Ronaldo brilha contra a Espanha, pouco depois de aceitar multa milionária e pena de prisão suspensa | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 16.06.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Ronaldo brilha contra a Espanha, pouco depois de aceitar multa milionária e pena de prisão suspensa

CR7 rouba os holofotes na estreia de Portugal e Espanha no Mundial da Rússia, esta sexta-feira (15.06), que terminou empatada. Em campo, atuação foi fantástica. Já com Justiça espanhola, CR7 tem dívida milionária.

Fußball WM 2018 Portugal - Spanien

Cristiano Ronaldo, segundos antes de marcar seu terceiro golo

A atuação do melhor jogador do mundo tornou-o a grande sensação no primeiro jogo do Grupo B no Mundial da Rússia. A partida que marcou a estreia de Portugal e Espanha teve clima de final e terminou empatada em 3-3, com Cristiano Ronaldo a marcar todos os golos para sua equipa.

Logo no início, aos quatro minutos, Ronaldo cobrou a penalidade envolvendo o defesa central espanhol, Nacho, e marcou seu primeiro golo neste Mundial. Assim, ele fica ao lado de Pelé, Uwe Seeler e Miroslav Klose - sendo o quarto jogador a marcar golos em quatro torneios da Copa do Mundo.

WM 2018 | Russland | Portugal – Spanien

Diego Costa (à dir.), após marcar seu primeiro golo na partida

A Espanha só veio a compensar aos 24 minutos, com um golo de Diego Costa. Empate que durou pouco. Um erro do guarda-redes espanhol De Gea permitiu ao herói português marcar seu segundo golo, aos 44 minutos, e Portugal voltou a liderar a partida (2-1).

Mas a alegria logo seria interrompida. Aos 55 minutos, Costa não desperdiçou sua segunda chance, marcou de cabeça e voltou a empatar (2-2). Apenas três minutos depois, o zagueiro Nacho lançou a bola novamente sacodindo a rede e garantindo a liderança espanhola na partida (3-2).

Tudo parecia perdido, o tempo estava a esgotar-se. Mas ainda havia uma pequena chance de reverter o quadro. Ronaldo, que também está sob pressão fora do campo, sofreu e brigou.

Inesperadamente ela veio então, a pequena chance, numa falta do defensor espanhol Piquet - a 22 metros do gol. Foi tenso o momento do chute livre e Ronaldo assumiu novamente. Ele já perdeu 46 oportunidades como esta, mas desta vez não deixou passar. Aos 88 minutos, encaixou perfeitamente no ângulo e marcou pela terceira vez igualando novamente o placar (3-3). Fim de jogo em Sochi. Um emocionante clássico europeu em que CR7 entrou para a história dos Mundiais.

WM 2018 | Russland | Portugal – Spanien

Melhor jogador do mundo tem pendências com o fisco espanhol

Multa milionária e pena de prisão suspensa

Mas fora de campo, a estrela portuguesa ainda precisa resolver suas pendências com o fisco espanhol.

De acordo com uma reportagem do jornal espanhol "El Mundo", Cristiano Ronaldo (CR7) esclareceu, em grande parte, seus problemas fiscais com a Justiça do país. CR7 estaria pronto para aceitar pagar milhões de euros de impostos em atraso e ser sentenciado a dois anos de liberdade condicional.

No entanto, ainda faltaria a assinatura do novo diretor da autoridade fiscal no âmbito do acordo, escreveu "El Mundo". Uma fonte judicial teria confirmado ao jornal a duração da sentença suspensa. O valor exato da multa seria de 18,8 milhões de euros. O acordo ainda não foi definitivamente divulgado pelas autoridades espanholas.

Symbolbild Geldwäsche

CR7 é acusado de ter sonegado vários milhões de euros de impostos do Tesouro espanhol

Vários meios de comunicação espanhóis publicaram a reportagem sobre o acordo nas suas páginas na Internet, poucas horas antes do jogo em Sochi, no Mundial da Rússia.

O promotor responsável pelo caso acusa o jogador do Real Madrid de ter sonegado vários milhões de euros de impostos do Tesouro espanhol - particularmente referentes à receita de direitos de imagem de Ronaldo, entre 2011 e 2014.

Para cada uma das quatro violações da lei fiscal, Ronaldo deve receber uma penalidade de seis meses de prisão. Como escreve "El Mundo", o futebolista ainda quer tentar revogar esta sentença com o pagamento de uma multa adicional. É costume na Espanha que aqueles que ainda não tenham sido condenados anteriormente recebam uma sentença suspensa de até dois anos. Assim, os advogados de Ronaldo vão tentar converter a sentença suspensa em multa.

No final de julho de 2017, Cristiano Ronaldo se posicionou sobre as alegações na corte de Pozuelo de Alarcón, perto de Madri, declarando que "nunca ocultou nada e nunca pretendeu" evadir impostos.

Leia mais

Links externos