Resultados históricos na Liga dos Campeões | NOTÍCIAS | DW | 11.04.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Resultados históricos na Liga dos Campeões

Liverpool vence em Manchester e está na meia-final, dez anos depois. Roma "remonta" Barcelona e chega às "meias" pela primeira vez na história da "Champions".

Festa dos jogadores da Roma após vencerem o Barcelona na terça-feira (10.04)

Festa dos jogadores da Roma após vencerem o Barcelona na terça-feira (10.04)

AS Roma 3-0 Barcelona

É a grande surpresa da Liga dos Campeões. Depois da goleada do Barcelona à Roma, na 1ª volta, em Camp Nou, por 4-1, os romanos venceram por 3-0 (4-4) e estão na meia-final da prova milionária.

Champions-League AS Roma vs FC Barcelona

Barcelona, de Lionel Messi, fica pelo caminho na Liga dos Campeões

A noite do regresso dos "gladiadores"

Edin Džeko, autor do único golo da Roma, na 1ª volta, deu o início à "remontada", abrindo o marcador logo ao minuto 6 da primeira parte. Já na 2ª parte, Džeko sofre uma rasteira, dentro da área, sobre o defesa-central espanhol, Piqué. O capitão Daniel de Rossi converteu o pontapé de grande penalidade e fez o 2-0.

Com pouco mais de meia hora para jogar, os romanos acreditaram e o golo da vitória surgiu ao minuto 82. Cengiz Under bateu o pontapé de canto, onde ao 1º poste, completamente sozinho, o central grego, Manolas, antecipou-se à defesa catalã adormecida e fez o 3-0.

A Roma nunca esteve na meia-final no formato "Liga dos Campeões", que veio substituir a Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1992/93.

Coincidência ou "feitiço"?

Uma curiosidade: Desde 2007, ano de estreia de Leonel Messi pelo Barcelona na Liga dos Campeões, sempre que o argentino não marcou nos "quartos", o Barcelona nunca passou à meia-final da prova milionária.

Champions-League Manchester City vs Liverpool

Golo polémico de Leroy Sané

Manchester City 1-2 Liverpool

O Manchester City precisava de uma exibição de "campeão" para ultrapassar o Liverpool. Os "citizens" estiveram a vencer desde muito cedo, mas a falta de finalização, erros de arbitragem e Guardiola expulso, tudo na 1ª parte, dificultaram o sonho do clube de chegar às "meias" da "Champions", que se tornou impossível de concretizar quando o Liverpool empatou e deu a volta ao marcador. 1-2 para os "reds".

Contrapressão venceu a posse de bola

O Manchester City precisava de marcar cedo no jogo para conseguir ultrapassar o Liverpool e o 3-0 sofrido na primeira volta, em Anfield Road. O City entrou a todo o gás e abriu o marcador logo ao segundo minuto de jogo, depois de um erro infantil do defesa holandês, Virgil van Dijk.

Com 88 minutos ainda pela frente, o City não tirou o pé e pressionou muito. A linha defensiva muito alta permitiu uma construção de jogo mais avançada no terreno, o que levou o Liverpool a baixar as suas linhas defensivas e muito, de modo a que, em algumas alturas do jogo, o tridente ofensivo dos "reds", Salah, Mané e Firmino, posicionou-se atrás da linha do meio-campo.

Ao minuto 42, polémica em Manchester. Leroy Sané fez o 2-0, mas a equipa de arbitragem assinalou um fora-de-jogo, mal tirado. O lance motivou muitos protestos de Guardiola, que ao intervalo foi ter com o árbitro da partida, o compatriota Mateu Lahoz, e acabou expulso, depois de o ter mandado calar.

Na 2ª parte, o City não entrou em jogo como nos primeiros 45 minutos e o Liverpool subiu as linhas e começou a pegar no jogo. Ao minuto 56, Moh Salah fez o empate a uma bola e quase selou a eliminatória para o Liverpool. Mais tarde, ao minuto 77, Robert Firmino aproveitou a asneira do defesa do City, Otamendi, e bateu Ederson. 2-1 em Manchester. O Liverpool está de regresso à meia-final da Liga dos Campeões, dez anos depois.

Leia mais