RENAMO: ″Conselho Constitucional é caixa de ressonância da FRELIMO″ | Moçambique | DW | 20.11.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

RENAMO: "Conselho Constitucional é caixa de ressonância da FRELIMO"

RENAMO acusa o Conselho Constitucional de ser "caixa de ressonância" da FRELIMO, após a validação dos resultados das eleições autárquicas por aquele órgão. O maior partido da oposição exige a abertura de um inquérito.

default

Ossufo Momade, líder interino da RENAMO

O coordenador da Comissão Política da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) acusou, esta terça-feira (20.11), o Conselho Constitucional de ser "caixa de ressonância" da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), partido no poder. Também exigiu uma comissão de inquérito aos resultados das eleições autárquicas.

"Sem isenção e equidistância, os moçambicanos e a comunidade internacional acompanharam com muita indignação este ato [de validação dos resultados das eleições autárquicas], pois não trouxe nenhuma novidade, senão ter sido, à semelhança da Comissão Nacional de Eleições, uma caixa de ressonância do partido Frelimo", disse Ossufo Momade, falando por videotelefone para a comunicação social em Maputo.

O líder interino do maior partido da oposição moçambicana reiterou que as eleições autárquicas de 10 de outubro foram marcadas por irregularidades, apontando especificamente anomalias que aconteceram em cinco.

"Como e que critérios o Conselho Constitucional usou para reconhecer irregularidades graves de algumas mesas de Marromeu e não reconhecer tantas e tantas ocorridas nas 53 autarquias?", questionou Ossufo Momade.

A alusão do líder interino da RENAMO ao município de Marromeu tem a ver com o facto de o Conselho Constitucional ter reconhecido a ocorrência de irregularidades graves na eleição de 10 de outubro e ter mandado repetir o escrutínio.

Inquérito aos resultados eleitorais

Na declaração à comunicação social, Ossufo Momade voltou a exigir a realização de um inquérito aos resultados das eleições autárquicas. Também reiterou o compromisso da RENAMO com a paz no país, exortando os militantes do partido a manterem-se calmos.

O Conselho Constitucional validou e proferiu na quarta-feira da semana passada os resultados das eleições autárquicas, que dão a vitória à FRELIMO em 43 das 53 autarquias do país. A RENAMO ganhou em oito e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) venceu em apenas uma autarquia.  

Leia mais