RDC vai combater proliferação de armas de pequeno calibre | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 20.10.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

RDC vai combater proliferação de armas de pequeno calibre

Uma Comissão Nacional será estabelecida na República Democrática do Congo para combater a circulação de armas ligeiras e de pequeno calibre. O objetivo é diminuir os índices de criminalidade.

Foto ilustrativa

Foto ilustrativa

O Governo da República Democrática do Congo decidiu estabelecer uma Comissão Nacional para combater a proliferação e a circulação ilícita de armas ligeiras e de pequeno calibre. O anúncio foi feito este domingo (20.10) pelo Conselho de Ministros congolês.

"Depois de examinada e discutida a situação, o Conselho de Ministros adotou um projeto de decreto que estabelece a criação, atribuições, organização e funcionamento da Comissão Nacional para combater a proliferação e circulação ilícita das armas ligeiras e de pequeno calibre", indica o relatório, que foi lido pelo ministro da comunicação, Thierry Moungalla, na rádio nacional do país.

Ciclo de violência

De acordo com o Governo, o país viveu "um ciclo de violência durante a década de 1990-2000, assim como outros países da África Central e dos Grandes Lagos".

"A principal consequência desses distúrbios em todos esses Estados tem sido a proliferação e a circulação ilícita de armas pequenas, bem como o aumento de crimes e vários ataques", acrescentou.

Na sequência da conferência nacional de 1991 e as primeiras eleições pluralistas de 1992, a RDC viveu uma série de guerras civis. A  mais mortífera foi em 1997 e permitiu ao Presidente Denis Sassou Nguesso recuperar o poder, estando há 35 anos à frente dos destinos do Congo.

Pelo menos 8.000 armas de todos os calibres foram recolhidas juntos dos ex-combatentes Ninjas, dirigidos por Frédéric Bintsamou, que combateu no Exército oficial.

Leia mais