Raúl Domingos nomeado embaixador de Moçambique no Vaticano | Moçambique | DW | 18.07.2022

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Raúl Domingos nomeado embaixador de Moçambique no Vaticano

Raúl Domingos, antigo membro da RENAMO, é o novo representante de Moçambique no Vaticano.

O negociador do Acordo Geral de Paz, assinado em 1992, em Roma, foi nomeado esta segunda-feira (18.07) embaixador extraordinário e plenipotenciário junto da Santa Sé pelo Presidente Filipe Nyusi.

É o primeiro político da oposição moçambicana a ser nomeado para o cargo, ocupado até agora por Sérgio Nathú Cabá.

Raúl Domingos foi chefe da equipa da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) nas negociações de paz com o Governo da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), que contaram com a mediação da Comunidade de Sant´Egídio, ligada à Igreja Católica.

Domingos chefiou bancada da RENAMO, mas acabou sendo expulso do partido após desentendimentos com o então líder do movimento Afonso Dhlakama, na sequência das eleições gerais de 1999.

Depois, Domingos fundou o Partido para a Democracia e Desenvolvimento (PDD), uma força política extraparlamentar que nunca conseguiu eleger representantes para órgãos eletivos nacionais ou locais. O político é conselheiro de Estado por nomeação do atual chefe de Estado moçambicano.

Moçambique: Catedral de Maputo com novo visual para receber Papa Francisco

Leia mais