Quem é Paulo Pombolo, o novo secretário-geral do MPLA? | Angola | DW | 17.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Quem é Paulo Pombolo, o novo secretário-geral do MPLA?

Paulo Pombolo novo secretário-geral do MPLA, também foi governador do Uige onde foi muito criticado pela população.

Paulo Pombolo nasceu na província do Uíge aos 12 de abril de 1962. O político já exerceu vários cargos no partido e no governo.

Paulo Pombolo começou a notabilizar-se na política como 1º Secretário Nacional da MPLA, cargo que ocupou por vários anos. Analistas ouvidos pela DW África são unânimes em afirmar que enquanto responsável da JMPLA , a organização juvenil dos "camaradas" teve um bom desempenho. É o caso de Jorge Neto jornalista e diretor do semanário "Manchete".

"Teve um desempenho notório, conseguiu juntar a juventude do seu país ao nível nacional".

Cláudio Fortuna investigador da Universidade Católica de Angola, concorda:

Paulo Pombolo, MPLA (DW/B. Ndomba)

Paulo Pombolo

"Fez uma carreira notável na JMPLA, esteve de acordo com as orientações do partido e acaba por fazer da JMPLA um ninho de preservação. Deu voz de peso a JMPLA e assim foi premiado a governador do Uíge".

Governador do Uíge

Mas, enquanto governador do Uíge, cargo que ocupou entre 2009 a 2017, não teve o mesmo desempenho, diz Cláudio Fortuna que aponta o contexto da época como a razão.

"A sua governação foi desastrosa. Não houve avanços no Uíge e a província até retrocedeu. Mas também podemos adivinhar que resultou do facto de estar amarrado (à antiga governação)".

Para Jorge Neto a governação de Pombolo no Uíge também não foi boa.

Ouvir o áudio 02:53

Paulo Pombolo o novo secretário-geral do MPLA já exerceu vários cargos no partido e governo

"Saiu um pouco mais maculado na província do Uíge do que como 1º Secretário da JMPLA".

Desvios

Aliás, o ex-governante foi acusado pelos cidadãos locais de desviar autocarros para sua fazenda, lembra o analista político Augusto Báfuabáfua que quer saber em que pé está a acusação.

"Desvio de autocarros e levar para a sua fazenda, desta fama também Paulo Pombolo não se livra. Não sei até que ponto isso evoluiu, se eventualmente foi levada a Procuradoria-geral da República ou a uma instância judicial”.

Depois de ter ocupado a pasta de 1º Secretário da província do Uíge e a de Secretário para Informação do MPLA, o ex-governante tem novos desafios políticos. Paulo Pombolo foi eleito no último fim-de-semana, para o cargo de Secretário-geral do MPLA no VII Congresso Extraordinárioonde substituiu Álvaro de Boa-vida Neto.

Lealdade a José Eduardo dos Santos

José Eduardo dos Santos (picture alliance/dpa/P.Novais)

José Eduardo dos Santos

Em dezembro de 2018, o semanário angolano "Expansão" publicou uma entrevista em que Boa-vida declara a sua lealdade ao ex-Presidente José Eduardo dos Santos. Talvez seja isso que terá ditado a substituição do político, sublinha Cláudio Fortuna.

"É um posto que lhe caiu de para-queda porque ele não estava preparado. Teve a sorte de o anterior secretário-geral do MPLA, teve um posicionamento que está a margem dos ditames do partido que é um partido ortodoxo, conservador e não está preparado para criticas dos seus próprios militantes".

Questionado sobre se Paulo Pombolo estava a altura dos seus novos desafios, Augusto Báfuabáfua, prefere esperar e ver para crer.

"É difícil, a partida, aferir se alguém está a altura dos desafios. Que conhece muito bem o partido, conhece", concluiu.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados