Presidente do Gana reempossado após noite de conflitos no Parlamento | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 07.01.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Presidente do Gana reempossado após noite de conflitos no Parlamento

O Presidente do Gana, Nana Akufo-Addo, foi esta quinta-feira (07.01) empossado para um segundo mandato após uma noite marcada por violência entre deputados. Oposição conseguiu eleger o presidente do Parlamento.

Nana Akufo-Addo tomou posse perante um Parlamento dividido e que é liderado pelo deputado da oposição Alban Bagbin, que conseguiu garantir 138 votos contra 136. 

"Estou confiante que ambos seremos guiados pelo supremo interesse da nação e que defenderemos a boa governação nos assuntos de Estado", disse o Presidente, saudando a eleição de Bagbin e destacando os esforços feitos para o desenvolvimento económico durante o seu primeiro mandato, marcado pela crise do novo coronavírus. 

Cada um dos dois partidos controla 137 lugares, havendo ainda um deputado independente, o que faz com que esta divisão política entre os deputados do Congresso Nacional Democrático (NDC), na oposição, e o Novo Partido Patriótico, no poder, leve os analistas a alertar para o perigo de o país ficar politicamente bloqueado. 

Ghana Wahl l Wahlhelfer mit Wahlurne, Accra

O Gana realizou eleições presidenciais e legislativas no dia 7 de dezembro de 2020

Exército chamado a intervir

Na noite de quarta (06.01) para quinta-feira (07.01), o Exército foi chamado a intervir no Parlamentopara restabelecer a calma depois de conflitos entre os deputados das duas bancadas terem eclodido devido a um alegado roubo das urnas que contavam a votação para o presidente do Parlamento. 

Após várias horas de conflitos, os militares finalmente intervieram diante das câmaras da televisão nacional, que transmitiu ao vivo esta sessão pré-inaugural. 

O Gana, um país conhecido por ser um exemplo democrático na África Ocidental, realizou eleições presidenciais e legislativas que decorreram com calma e sem problemas. No entanto, nos dias seguintes, a violência pós-eleitoral fez vários mortos e feridos.

Mas no final de dezembro, o candidato presidencial da oposição John Dramani Mahama (que obteve 47,36% dos votos) interpôs no Supremo Tribunal um recurso para contestar os resultados das eleições ganhas por Akufo-Addo (51,59%). 

Os dois adversários políticos de longa data enfrentaram-se pela terceira vez, com resultados muito próximos nos dois escrutínios anteriores.

Assistir ao vídeo 02:06

Gana: Bicicletas para garantir o futuro das crianças

Leia mais