Plano B - parte 5 - Itália: saídas criativas da crise na Europa | MEDIATECA | DW | 06.04.2013

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

MEDIATECA

Plano B - parte 5 - Itália: saídas criativas da crise na Europa

A banda Rimbamband usa o humor para falar de temas sérios como a crise na Europa. No campo dos negócios, dois jovens deixaram o emprego seguro no norte da Itália para viver a aventura de fundar uma empresa no sul.

Ouvir o áudio 10:24

É exatamente lá, no Sul da Itália, onde a única perspectiva muitas vezes se chama emigração, que dois jovens empreendedores ousaram investir no sonho de construir o próprio avião.

Sobre o céu azul da província da Apúlia, o avião desliza elegante pelas nuvens. Lá embaixo, na pista de aterrisagem, Angelo Petrosilo e Luciano Belviso esticam as suas cabeças no ar.

Os jovens empreendedores, de 29 e 30 anos de idade, desenvolveram o monomotor ultraleve Blackshape Prime. Depois do lançamento, eles já assistiram à produção do modelo de dois lugares dezenas de vezes.

Tecnologia avançada

Entretanto, a fabricação ainda não é uma rotina, diz emocionado Luciano Belviso. Um sentimento que ele tenta explicar: "Cada máquina tem sua própria personalidade. É algo que se começa a entender com o tempo".

Na fábrica, perto de Bari, há cerca de um ano e meio o Blackshape Prime é montado peça a peça. O galpão é propriedade de Luciano Belviso. O engenheiro aeronáutico é responsável pela técnica. Todos os dias, ele controla o material e a execução do trabalho.

"Isto é totalmente feito de fibra de carbono que é a mais avançada tecnologia de construção, o que faz o avião mais leve e com uma estrutura muito forte", revela Belviso.

O preço da qualidade

O Blackshape Prime é o primeiro avião ultraleve feito de fibra de carbono no mundo. Isso tem seu preço. Os clientes têm que pagar pelo menos 140 mil euros por ele. No entanto, as encomendas não param de chegar. Asa a asa, as máquinas, quase prontas, estão enfileiradas no galpão de produção.

Mais de 40 unidades foram vendidas, em todo o mundo, da Austrália à Arábia Saudita.

Pensar grande, apesar da crise, valeu a pena, acredita Angelo Petrosillo. "As pessoas precisam de ousadia e esta confiança não vem de fora ou do governo, ela começa basicamente no coração, vem de você mesmo", avalia.

Trajetória de sucesso

Um projeto ousado, uma vez que o Estado não oferece muita segurança. Na Apúlia, 40% dos jovens procuram um emprego.

Como a maioria de seus amigos, Angelo Petrosillo e Luciano Belviso saíram da sua província natal. Angelo foi para Pisa, onde estudou direito. Luciano fez engenharia aeronáutica, em Turim. Depois, para o mestrado, ambos foram para o exterior: Suíça, Rússia e Paris. Eles encontraram o primeiro emprego e ganharam um bom dinheiro. Angelo Petrosillo recorda que só voltava à Apúlia para ver a família.

O jovem empresário revela que, desde a sua infância, sabia que teria que ir embora para ter sucesso.

Tirando proveito da crise

Em 2011,quando a crise financeira atingiu também a Itália, os jovens empreendedores estabeleceram, com o apoio financeiro de um investidor local, sua companhia na Apúlia.

Contrariando a tendência, Angelo Petrosillo e Luciano Belviso deram um emprego a 40 pessoas. Muitos dos trabalhadores veem da própria região.

Em breve, a produção do Blackshape Prime deverá ser novamente ampliada. Um modelo de quatro lugares deve ser projetado, criando assim mais empregos.

Música e brincadeiras para lidar com a crise

"Rimbamband" significa algo como "banda do disparate". E o nome diz tudo. Cinco homens da Apúlia, sudeste da Itália, querem se divertir e levar a diversão com a sua música.

Rafaello Tullo, o líder da banda, e seus quatro colegas optaram radicalmente pelo bom humor. Os músicos acreditam que os efeitos da crise tornaram o ambiente difícil.

"Mas em comparação com os outros, sofremos menos com isso, porque reagimos com a nossa fantasia e não com lamentações e queixas", diz Rafaello.

Compartilhando o bom-humor

Fantasia que eles querem solidariamente compartilhar. Por isso, eles fazem um vídeo do Youtube a cada semana. Nele, dão dicas sobre como ser feliz apesar da crise.

Por exemplo: "Torna Bambino", que significa volte a ser criança. "O Mandolim faz plim, plim, plim, a guitarra faz plam, plam, plam", canta a banda no vídeo.

Aparecem vestidos como bebês, com direito a gorros, fraldas, babadores e penteados infantis. Também os instrumentos - bateria, microfone e teclado de plástico colorido - completam o cenário.

Torne-se novamente uma criança e a crise fica muito longe - é a mensagem deles nesta canção.

Brincadeira com mensagem séria

Em outro vídeo, da música "Fidati degli amici" ("Confie na amizade", na tradução livre), o estilo de cinema mudo. Rafaello Tullo e Renato Ciardo aparecem aparvalhados em um palco, acompanhados por seus colegas no contrabaixo, saxofone e piano.

Alternadamente, eles caem para trás, nos braços de um amigo, num sinal de confiança. Até que o celular de Renato toca em sua bolsa e o distrai. Ao invés de cair nos braços dele, Rafaello estatela-se no chão duro do palco.

Pancadaria em italiano com uma mensagem séria. "É uma tentativa de recuperar os valores que foram perdidos na modernidade. E a crise é na realidade um incentivo para que as pessoas possam refletir sobre os verdadeiros valores e ver que talvez a crise nos dê a oportunidade de os recuperarmos", diz Rafaello.

Bom humor ao vivo

Bom humor não só no Youtube, mas também nos shows. Numa mistura de teatro e concerto eles interpretam músicas antigas de um jeito novo, mesclam mímica com o pastelão e não são inadequados para o público infantil.

Assim, se apresentam nos clubes da capital Roma, mas também no estádio de basquete de sua cidade natal, Bitonto.

Para Rafaello, o objetivo é que o público para casa feliz, porque durante uma hora e meia elas se esqueceram do lado ruim da vida. "Façam uma pausa, parem e apenas sejam felizes", sugere.

Autores: Antje Binder / Philipp Barth / Cristiane Vieira Teixeira
Edição: Johannes Beck