Palancas Negras de Angola preparam-se com afinco para o CAN 2013 | Angola | DW | 16.01.2013
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Palancas Negras de Angola preparam-se com afinco para o CAN 2013

No dia 19 de janeiro começa, na África do Sul, o Campeonato Africano das Nações (CAN). A seleção de Angola já está em Joanesburgo, e os adeptos esperam que os Palancas Negras vão longe.

Angola no CAN 2013

Angola no CAN 2013

Os responsáveis em Angola afirmam que pretendem ter uma “postura rija” no CAN, embora admitam que lhes tenha calhado um grupo com adversários difíceis.

Angola inicia a competição frente ao Marrocos, logo no dia 19 de janeiro, para o grupo A, no estádio Soccer City. No mesmo recinto, a África do Sul vai enfrentar Cabo Verde, as duas outras equipas do grupo onde se insere a seleção angolana.

A seleção angolana já se encontra em Joanesburgo para ultimar os preparativos. Os 23 atletas angolanos selecionados estão em treinos intensivos para a fase final do campeonato. Na segunda-feira passada (14/1), a seleção venceu o Botswana por 2 a 0, em encontro particular de preparação. Uma prestação que levanta as expectativas dos adeptos.

Ausência de Mabiná inquieta os adeptos

A festa foi rija quando Cabo Verde se qualificou para o CAN 2013

A festa foi rija quando Cabo Verde se qualificou para o CAN 2013

Mas a ausência de Mabiná, do Petro de Luanda, na lista dos 23 jogadores divulgada na terça-feira (15/1) à tarde, em conferência de imprensa pelo técnico Gustavo Ferrim, surpreendeu os adeptos do futebol nacional. Num inquérito relâmpago não representativo nas ruas de Luanda, a DW África constatou descontentamento: “Mabiná tem que entrar”, “é um bom jogador”, “fez um bom campeonato e deve ver o seu esforço recompensado”, foram algumas das opiniões dos fãs dos Palancas Negras na capital angolana. Mas também houve quem dissesse que a escolha é do treinador, e, portanto, “temos que respeitar e ver o que vai acontecer”.

A equipa completa

A escolha de Gustavo Ferrim recaiu sobre os seguintes jogadores: Amaro, Mingo Bille, Dany Massunguna, Manucho Dinis e Neblu (1º de agosto), Bastos, Miguel e Lama (Petro de Luanda), Pirolito e Fabrício (Interclube),Yano (Progresso do Sambizanga), Landu (Recreativo do Libolo), Manuel (ASA), Lunguinha (Kabuscorp), Mateus Galiano (Nacional da Madeira de Portugal), Djalma Campos (Kasimpasa da Turquia), Manucho Gonçalves (Valladolid de Espanha), Gilberto, Marco Airosa e Dedé (AEL Limassol do Chipre), Zuela (APOEL do Chipre), Geraldo (Paraná do Brasil), e Guilherme Afonso (FC Vaduz de Liechtenstein).

África Sul diz estar bem preparada

Calharam a Angola no sorteio adversários de respeito

Calharam a Angola no sorteio adversários de respeito

Entretanto, a África do Sul afirma estar preparada para receber a Taça Africana das Nações (CAN). A garantia foi dada na sexta-feira 1 de janeiro pelo ministro sul-africano dos Desportos, Fikile Mbalula.

A África do Sul foi a anfitriã do Mundial de Futebol de 2010. Agora chegou a vez do CAN. E o governo garante que tudo estará operacional. Ao todo, 5 estádios em 5 cidades sul-africanas vão receber 16 das melhores seleções de futebol africanas, ao longo de 32 jogos. O apito inicial do Campeonato soará no dia 19 de janeiro. A poucos dias do início do CAN, o ministro dos Desportos, Fikile Mbalula, pediu a todos os sul-africanos para receberem bem todos os que vão visitar o país durante a competição.

“Melhor CAN de sempre”

Os organizadores do campeonato garantem que este será o melhor CAN de sempre. "Fracasso" é coisa que não assiste a Cheif Mwelo Nonkonyana, presidente do comité organizador local do CAN: "Queremos assegurar à Confederação Africana de Futebol, ao nosso governo da África do Sul, aos sul-africanos e aos africanos em geral que estamos preparados para receber este campeonato, um campeonato que vai ser memorável. Estamos prontos para receber os jogadores, os nossos parceiros comerciais, os adeptos e toda a família desportiva."

A cobiçada taça

A cobiçada taça

O Departamento sul-africano de Assuntos Internos disse ter reforçado o contingente dos serviços de imigração. Além disso, alargou o horário de funcionamento dos portos de entrada do país, para evitar que aqueles que chegam tenham de enfrentar grandes filas ou confusão. O diretor-geral do Departamento de Assuntos Internos, Mkuseli Apleni, garante que não será negada entrada a nenhum adepto de futebol genuíno.

Venda de bilhetes ainda fraca

Dos 860 mil bilhetes disponíveis para os jogos do CAN, até agora só foram vendidos 320 mil. Mas já foram vendidos 65 mil bilhetes para o jogo de abertura entre os anfitriões, Bafana Bafana, e os "Tubarões Azuis", de Cabo Verde. Os organizadores esperam que as vendas aumentem nestes últimos dias, antes do início do torneio. A cerimónia de abertura terá lugar no estádio de Soccer City, em Joanesburgo.

Autores: Guilherme Correia da Silva/ManuelVieira (Luanda)/LUSA
Edição: Cristina Krippahl/António Rocha

Ouvir o áudio 01:43
Ao vivo agora
01:43 min

Palancas negras de Angola preparam-se com afinco

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados